Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Meryl Streep compra briga com lutadores de MMA

Discurso da atriz no Globo de Ouro não caiu bem entre profissionais do esporte

Por Da redação 9 jan 2017, 21h33

Meryl Streep só queria defender a classe artística e criticar Donald Trump, que assume como presidente americano no próximo dia 20, mas acabou pisando no calo de alguns lutadores de MMA durante seu discurso no Globo de Ouro, neste domingo, ao receber um prêmio honorário por sua carreira. No discurso, a atriz citou vários artistas que são estrangeiros e, fazendo uma referência sobre as ideias de Trump sobre a imigração, disse: “Hollywood está cheio de deslocados e estrangeiros. Se você expulsar todos eles, não vai ter nada para ver senão futebol americano e artes marciais, que não é arte”.

A fala acabou enfurecendo alguns lutadores de MMA. Questionado pelo site TMZ sobre o discurso, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que as ideias de Meryl eram “idiotas”. “Claro que é uma arte. Esses lutadores, homens e mulheres, são tão talentosos… dizer algo idiota como isso é como dizer que ela não é uma atriz talentosa, e ela é talentosa. Temos lutadores do mundo inteiro. Ela não está informada sobre o esporte e aquele foi um comentário completamente errôneo”. White ainda disse que a atriz é uma “insolente senhora de 80 anos”. Meryl tem 67 anos.

“Meryl Streep, como você é ignorante. No seu discurso você disse que ‘desrespeito incentiva desrespeito’, mas você, de maneira ignorante, desrespeitou todo um esporte”, escreveu no Twitter o juiz de lutas John McCarthy, conhecido como Big John McCarthy. “Muito estranho ver uma pessoa falando sobre não discriminar os outros e depois, basicamente, discriminar um grupo inteiro de pessoas talentosas e esforçadas”, disse, também no Twitter, a repórter especializada em cobertura de lutas Megan Olivi.

Continua após a publicidade

 

“Concordo com ela, mas o MMA também foi trazido aos Estados Unidos por estrangeiros. Rorion Gracie, que começou tudo, é um imigrante também”, ponderou o brasileiro, lutador de jiu-jitsu, Demien Maia, no Twitter. O carioca Gracie também deu sua opinião, elogiando o discurso. “Eu aplaudo a coragem de Meryl Streep, que, como boa lutadora, enfrenta um oponente mais forte. Ela só estava mal informada sobre as origens do MMA. Foi criado por mim e eu nasci no Brasil”, escreveu.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)