Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Meryl Streep compra briga com lutadores de MMA

Discurso da atriz no Globo de Ouro não caiu bem entre profissionais do esporte

Por Da redação
9 jan 2017, 21h33

Meryl Streep só queria defender a classe artística e criticar Donald Trump, que assume como presidente americano no próximo dia 20, mas acabou pisando no calo de alguns lutadores de MMA durante seu discurso no Globo de Ouro, neste domingo, ao receber um prêmio honorário por sua carreira. No discurso, a atriz citou vários artistas que são estrangeiros e, fazendo uma referência sobre as ideias de Trump sobre a imigração, disse: “Hollywood está cheio de deslocados e estrangeiros. Se você expulsar todos eles, não vai ter nada para ver senão futebol americano e artes marciais, que não é arte”.

A fala acabou enfurecendo alguns lutadores de MMA. Questionado pelo site TMZ sobre o discurso, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que as ideias de Meryl eram “idiotas”. “Claro que é uma arte. Esses lutadores, homens e mulheres, são tão talentosos… dizer algo idiota como isso é como dizer que ela não é uma atriz talentosa, e ela é talentosa. Temos lutadores do mundo inteiro. Ela não está informada sobre o esporte e aquele foi um comentário completamente errôneo”. White ainda disse que a atriz é uma “insolente senhora de 80 anos”. Meryl tem 67 anos.

“Meryl Streep, como você é ignorante. No seu discurso você disse que ‘desrespeito incentiva desrespeito’, mas você, de maneira ignorante, desrespeitou todo um esporte”, escreveu no Twitter o juiz de lutas John McCarthy, conhecido como Big John McCarthy. “Muito estranho ver uma pessoa falando sobre não discriminar os outros e depois, basicamente, discriminar um grupo inteiro de pessoas talentosas e esforçadas”, disse, também no Twitter, a repórter especializada em cobertura de lutas Megan Olivi.

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

“Concordo com ela, mas o MMA também foi trazido aos Estados Unidos por estrangeiros. Rorion Gracie, que começou tudo, é um imigrante também”, ponderou o brasileiro, lutador de jiu-jitsu, Demien Maia, no Twitter. O carioca Gracie também deu sua opinião, elogiando o discurso. “Eu aplaudo a coragem de Meryl Streep, que, como boa lutadora, enfrenta um oponente mais forte. Ela só estava mal informada sobre as origens do MMA. Foi criado por mim e eu nasci no Brasil”, escreveu.

Continua após a publicidade

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.