Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Luto no jazz: Bucky Pizzarelli e Ellis Marsalis Jr. morrem de Covid-19

O guitarrista e o pianista ampliam a lista de grandes veteranos do gênero vitimados pela pandemia nos Estados Unidos

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 2 abr 2020, 13h42 - Publicado em 2 abr 2020, 13h22

Mais dois grandes veteranos do jazz morreram nesta quarta-feira, 1, vítimas do coronavírus: o guitarrista Bucky Pizzarelli, aos 94 anos, e o pianista Ellis Marsalis Jr., aos 85 anos. Na terça-feira, 31, outro artista do jazz, o trompetista Wallace Roney, também já havia morrido de Covid-19.

Ellis era considerado uma referência do gênero no final do século XX, e é pai de outros dois grandes nomes da música, o saxofonista Brandford e o trompetista Wynton Marsalis. Também foi professor em importantes instituições de ensino de jazz e ajudou a formar artistas como Terence Blanchard, Donald Harrison Jr., Harry Connick Jr. e Nicholas Payton.

Em entrevista ao jornal The New York Times, seu filho Brandford disse que ele era um músico gigante, mas um pai ainda maior. “Ele derramou tudo o que tinha para nos tornar o melhor do que poderíamos ser.” Ellis foi um dos responsáveis por disseminar o estilo bebop no sul de Nova Orleans, dominado pelas big bands.

Bucky, por sua vez, ficou mundialmente conhecido por seu estilo suave e fluido de tocar guitarra, e em seus 75 anos de carreira se apresentou ao lado de outras lendas como Les Paul, Zoot Sims, Slam Stewart, Stéphane Grappelli Frank Sinatra, Miles Davis, Sarah Vaughan, Tony Bennet, Dizzy Gillespie, Nat King Cole, Paul McCartney e o brasileiro Tom Jobim. Bucky fez exibições também duas vezes na Casa Branca, para os presidentes Ronald Reagan e Bill Clinton.

Ele é pai do também aclamado guitarrista John Pizzarelli Jr., e do baixista Martin Pizzarelli. John é estudioso da Bossa Nova e já se apresentou inúmeras vezes no Brasil  – na última passagem pelo país, em 2018, tocou acompanhado do neto de Tom Jobim, Daniel Jobim, em uma turnê em homenagem aos 50 anos do lançamento do álbum Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim.

No Facebook, John Pizzarelli Jr. homenageou o pai em um texto em que rememora a vida dele. “Meu pai foi um mentor de muitos guitarristas, profissionais e amadores. Sempre dando conselhos e encorajando. Sempre em sintonia e sempre prontos para uma data de gravação.”

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês