Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Lorde será responsável por trilha de novo ‘Jogos Vorazes’

Cantora neozelandesa compôs uma canção original para o terceiro filme da saga e vai selecionar as demais faixas da trilha sonora

Por Da Redação 31 jul 2014, 21h15

A cantora Lorde, 17 anos, será a responsável pela curadoria da trilha sonora do filme Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1. Segundo o site da revista americana The Hollywood Reporter, ela vai escolher quais músicas farão parte do disco do novo filme da franquia e compor uma canção exclusivamente para a saga, que será o primeiro single a ser divulgado.

De acordo com a Lionsgate, estúdio responsável pela série, Lorde se encontrou com o diretor Francis Lawrence no set do filme para conversar sobre a trilha. “Seu talento e conhecimento sobre os personagens da série fez com que ela produzisse uma música que capturou a essência do filme. Sua paixão pelo projeto fez dela uma força criativa perfeita para selecionar as demais canções”, diz Lawrence em comunicado oficial.

Leia também:

Novo ‘Jogos Vorazes’ ganha cartazes animados

Teaser do novo ‘Jogos Vorazes’ mostra transmissão pirata dos rebeldes

Continua após a publicidade

Presidente discursa em teaser de novo ‘Jogos Vorazes’

Lorde já havia participado da trilha do segundo filme da saga, Jogos Vorazes: Em Chamas, com a faixa Everybody Wants to Rule the World. “Fazer a curadoria da trilha de um filme tão esperado foi um desafio, mas aproveitei a chance”, conta a cantora. “O elenco e a história são uma inspiração para todos os músicos que estão participando do projeto e, como uma aspirante no universo do cinema, fazer parte deste processo de criação tem sido uma experiência única.”

No filme, Katniss (Jennifer Lawrence) se torna a líder da revolução que toma conta do país fictício Panem, contra a ditadura imposta pela Capital e pelo presidente Snow. A primeira parte da adaptação do livro A Esperança, de Suzanne Collins, chega aos cinemas nos Estados Unidos no dia 21 de novembro e deve estrear no mesmo período no Brasil.

VEJA Recomenda: ‘Pure Heroine’: belíssima obra da neozelandesa Lorde

Continua após a publicidade
Publicidade