Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Longa derivado de Harry Potter terá ‘Hogwarts americana’

Criadora do universo do menino bruxo, a escritora J.K. Rowling deu pistas no Twitter sobre a existência de uma versão da escola de magia nos EUA e de que roteiro de novo filme terá elementos da cultura indígena americana

Por Da Redação 9 jun 2015, 10h48

A autora J.K. Rowling revelou em seu perfil no Twitter que Animais Fantásticos e Onde Habitam, filme derivado (spin-off) de Harry Potter, pode ter uma versão americana de Hogwarts, a escola de bruxaria e magia onde Potter e seus amigos estudavam.

LEIA TAMBÉM:

Eddie Redmayne é confirmado em derivado de ‘Harry Potter’

Livro derivado de ‘Harry Potter’ vai virar trilogia no cinema

J.K. Rowling deu a pista durante uma sessão de perguntas e respostas com seus seguidores na rede social. Ao ser perguntada se Newt Scamander – personagem que será interpretado por Eddie Redmayne – frequentaria uma escola em Nova York, local onde a trama se passará, a escritora britânica respondeu: “Não, mas ele irá conhecer pessoas que foram educadas [nome da escola] em [não Nova York]”. (No original: “No, but he’s going to meet people who were educated at [name] in [not New York]”.) O tuíte um tanto misterioso tem sido interpretado por fãs e sites estrangeiros como indicação de que haverá uma Hogwarts em algum canto dos Estados Unidos.

J.K. ainda deu indicações de que usará elementos da cultura dos índios americanos no roteiro do longa. “A magia indígena foi importante para fundar a escola”, escreveu J.K. Rowling.

Na semana passada, o ator Eddie Redmayne, vencedor do Oscar por seu papel como Stephen Hawking em A Teoria de Tudo, foi confirmado pela Warner como protagonista do longa. David Yates, diretor dos últimos quatro filmes de Harry Potter, retorna para a direção.

Animais Fantásticos e Onde Habitam se passa setenta anos antes das aventuras enfrentadas por Potter, Hermione e Ronald Weasley em Hogwarts. O título Animais Fantásticos e Onde Habitam aparece no primeiro livro de Harry Potter, A Pedra Filosofal, como um caderno de anotações. Além disso, em 2001 J.K. Rowling publicou, sob o mesmo título, um compêndio de “magizoologia” , termo criado por ela para designar o estudo e catalogação das criaturas mágicas.

A Warner Bros. espera que o novo filme, ainda sem previsão de estreia, dê início a uma nova franquia de Harry Potter. Os sete longas originais do menino bruxo são a segunda franquia mais rentável da história do cinema – atrás apenas dos super-heróis da Marvel –, com 7,7 bilhões de dólares em bilheterias ao redor do mundo.

Continua após a publicidade
Publicidade