Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Leticia Sabatella narra assédio sexual aos 12 anos, pelo Facebook

Atriz compartilhou história de quando tinha 12 anos, tomando parte em campanha motivada pelos comentários de cunho pedófilo dirigidos por usuários covardes a uma participante do programa 'MasterChef Júnior', da Band

Por Da Redação 28 out 2015, 11h11

A atriz Leticia Sabatella aderiu à campanha “Primeiro Assédio”, motivada pelos comentários de cunho pedófilo dirigidos por usuários covardes a uma participante do programa MasterChef Júnior, da Band, de apenas 12 anos, na semana passada. A ação pede que usuárias das redes sociais compartilhem o primeiro assédio que sofreram na vida. Foi com a mesma idade da participante do reality, Letícia acredita, que ela sofreu seu primeiro assédio sexual, narrado em uma mensagem publicada nesta quarta-feira no Facebook.

Leia também:

Band repudia comentários pedófilos sobre candidata do ‘MasterChef Júnior’

‘É preciso discutir o valor da mulher na sala de aula’, diz consultora da ONU

“Evoluímos no combate ao machismo, mas ainda há muito a ser feito”, diz advogada

“Eu devia ter 12 anos. Voltava de ônibus da aula de ballet. Descia na rua da minha casa, umas duas grandes quadras antes, acostumada a esse caminho”, diz o início do texto. Ela descreve o lugar como um cenário tranquilo, deserto e de calçadas largas. “Um carro, um corcel vermelho, vinha pela rua ampla, reta e longa, parou à minha altura, eu na larga calçada mais próxima aos jardins das casas do que da rua, perguntou-me ‘Qual o nome dessa rua?'”.

Leticia disse que deu a resposta pedida e o homem afirmou não ter escutado, pedindo que ela se aproximasse do veículo para repetir. “Foi então que percebi seus olhos verdes avermelhados e estatelados, um pau gigantesco em suas mãos, o olhar doente e pessimamente intencionado! A rua deserta, ainda uma longa distância até minha casa”, postou. “Olhando fixamente em seus olhos, dei passos precisos, sem pressa, para trás, peguei, sem tirar os olhos dos dele, um tijolo de um montinho de construção, atrás de mim e fiquei parada, pronta para o que viesse.” Segundo a atriz, o homem ainda hesitou antes de partir, para depois partir. “Eu o vi descer a rua ao longe, virar o carro e ainda voltar na minha direção, passando novamente pelo ponto onde eu o ameaçava com meu olhar fixo em seus movimentos, o tijolo na mão.”

Por fim, a garota conseguiu correr até sua casa. “Coração a mil, um nojo daquilo, a minha forma de medo. A gratidão pelo tijolo da construção”, finalizou a atriz, antes de colocar a hashtag #‎meuprimeiroassedio, utilizada por mulheres que narraram histórias do tipo, vividas ainda na infância e início da adolescência.

A publicação de Leticia repercutiu no Facebook, onde já foi curtida mais de 2.500 vezes. Outras mulheres, que viveram experiências parecidas comentaram abaixo do texto da atriz.

Continua após a publicidade
Publicidade