Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Jennifer Lawrence deve pedir desculpa por se coçar em pedras sagradas?

Atriz vem recebendo críticas por fazer piada com incidente envolvendo o seu bumbum e rochas havaianas

Por Da redação Atualizado em 9 dez 2016, 19h14 - Publicado em 9 dez 2016, 19h13

Queridinha das redes sociais por seu jeito espontâneo, Jennifer Lawrence vem recebendo duras críticas por fazer piada ao relatar um episódio em que coçou o bumbum em pedras consideradas sagradas pela população do Havaí. Na época, ela gravava o filme Jogos Vorazes: Em Chamas, o segundo da franquia. Muitos acusam a atriz de não respeitar as crenças locais e pedem que ela peça desculpas ao povo havaiano.

No começo da semana, J-Law participou do talk show britânico The Graham Norton Show para divulgar o seu novo filme, Passageiros, e relembrou rindo o caso que aconteceu no set da saga adolescente. “Estávamos filmando no Havaí e havia estas rochas sagradas. Você não deveria sentar nelas porque não deveria expor sua genitália a elas. Mas eu estava em um traje de mergulho para a gravação e coçava muito. Eu usei uma rocha para me coçar e ela acabou se soltando. Era um pedregulho gigante e rolou montanha abaixo e quase matou um membro da equipe de som”, contou.

A atriz ainda disse que os havaianos que acompanhavam as gravações ficaram assustados com o desmoronamento e gritavam que era uma maldição. “E eu ficava no canto dizendo: ‘Eu sou a sua maldição – eu a soltei com o meu bumbum'”, completou.

No Havaí, existe a crença de que desrespeitar ou remover rochas vulcânicas de seu local de origem pode despertar a ira de Pele, a deusa do fogo, e trazer má sorte.

Jennifer Lawrence contou o seu incidente pela primeira vez em 2013, no programa americano Live with Kelly and Michael. Na época, ela disse que não sabia que estavam filmando próximo a rochas consideradas sagradas, nem como deveria se portar no local.

A entrevista mais recente da atriz foi publicada no Facebook da BBC, e já foi assistida mais de 1,56 milhão de vezes desde segunda-feira. Os comentários da publicação foram tomados de pessoas falando como J-Law foi extremamente desrespeitosa com uma crença e exigindo que ela peça desculpas por destruir o monumento, e também por rir da cultura local.

Continua após a publicidade

“Como uma pessoa do Havaí, tenho que dizer que não acho isso engraçado, mas não vou ficar louca como outros moradores. Ela sabendo que tem um significado para os havaianos terem construído aquilo, e falar como se não fosse importante, é muito decepcionante. Eu não acho que ela tinha qualquer intenção maliciosa, apenas mostra que ela tem uma falta de consciência e respeito”, comentou uma seguidora.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade