Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Kevin Spacey e Weinsten são alvo de piada no Globo de Ouro

Seth Meyer falou sobre assédio em seu monólogo de abertura

Por Da redação Atualizado em 15 jan 2018, 16h22 - Publicado em 7 jan 2018, 23h26

“2018, o ano em que a maconha se tornou legal, e o assédio sexual, não.” Com a frase, Seth Meyer abriu o monólogo de abertura do Globo de Ouro 2018. Ao longo da fala, o apresentador falou sobre assédio sexual e o protesto que marcou a noite, em que a maioria dos convidados chegou ao evento vestidos de preto. “Vivemos uma nova era. Para os homens indicados nesta noite, esta será a primeira vez em três meses que não ficarão alertas ao ouvirem seu nome lido em voz alta. ‘Você ouviu sobre o Willem Dafoe?’ ‘O quê? Ele também?’ ‘Não, não se assuste, ele só foi indicado ao Globo de Ouro’”, brincou o apresentador.

Em seguida, ele alfinetou Harvey Weinstein e Kevin Spacey, dois nomes derrubados em Hollywood no ano passado pela onda de acusações de assédio sexual.

  • “Harvey Weinstein não está aqui, mas não se preocupem. Vamos ouvir falar sobre ele de novo, daqui uns 20 anos, quando ele se tornar a primeira pessoa a ser vaiada durante seu velório”, disse o apresentador.

    Depois ele comemorou que mais uma temporada da série House of Cards será produzida. “Será que o Christopher Plummer estará disponível para substitui-lo também?”, fez a piada, lembrando que Plummer substituiu de última hora Spacey, no filme Todo o Dinheiro do Mundo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade