Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Kendall Jenner desbanca Gisele como modelo mais bem paga do mundo

Brasileira caiu para a segunda posição após quinze anos ocupando o topo do ranking da 'Forbes'

Por Reuters 21 nov 2017, 19h07

Pela primeira vez em quinze anos, Gisele Bündchen não lidera a lista de modelos mais bem pagas do mundo. O posto, agora, é de Kendall Jenner, segundo divulgou a Forbes nesta terça-feira. A jovem de 22 anos, meia-irmã de Kim Kardashian, ganhou estimados 22 milhões de dólares durante o ano graças a seus trabalhos nas passarelas e seus 84 milhões de seguidores no Instagram, que a ajudaram a lançar sua própria marca de roupas e conseguir acordos com marcas como Adidas e Estée Lauder. Já Gisele faturou 17,5 milhões de dólares no período.

https://www.instagram.com/p/Bab6CgSjieb/?hl=pt-br&taken-by=kendalljenner

View this post on Instagram

Thank you @stellamccartney for my beautiful and sustainable dress, crafted from sustainably sourced viscose from sustainably certified forests in Sweden. Thank you Lívia @ecoage for all that you do to make fashion sustainable. #GreenCarpetChallenge #SustainableFashion #GCFAItalia 🙏🏼✨💃🏼 🌎 Obrigada @stellamccartney pelo meu vestido lindo e sustentável, feito a partir de viscose de origem sustentável de florestas certificadas da Suécia. Obrigada Lívia por tudo que você faz para fazer fashion ser sustentável.

A post shared by Gisele Bündchen (@gisele) on

Continua após a publicidade

Chrissy Teigen passou a integrar a lista pela primeira vez, assumindo a terceira posição, com ganhos estimados em 13,5 milhões de dólares.

  • Outro destaque do ranking é a presença inédita de uma modelo plus-size: Ashley Graham ficou na décima posição, com renda estimada em 5,5 milhões de dólares entre 1º de junho de 2016 e 1º de junho de 2017. Ashley se tornou em 2016 a primeira modelo plus-size a ser capa da revista Sports Illustrated.

    De acordo com a Forbes, as dez modelos mais bem pagas do mundo receberam um total acumulado de 109,5 milhões de dólares no ano. A revista estimou ganhos a partir de contratos de cosméticos, fragrâncias e outros e com base em entrevistas com empresários, agentes e diretores de marcas.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade