Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Katy Perry fecha Rock in Rio com sua pop arte

Cantora se apresentou no festival com cenários e figurinos dignos de desenhos animados - ou quadros de Romero Britto

Por Raquel Carneiro 28 set 2015, 03h22

Após sete dias de Rock in Rio, Katy Perry fechou o festival com seu pop colorido, cenários absurdos e uma engraçadíssima interação com uma das fãs da plateia. O som palatável feito pela cantora, que, claro, entoou uma sequência de hits, é quase secundário quando se observa a experiência de seu show de forma completa. Com seis figurinos elaborados, perucas, dançarinos e mudanças de fundo do palco, Katy cumpriu a missão de alegrar os presentes e deixar no ar aquela sensação de final feliz.

Com um look inicial, entre o sexy e o infantil, Katy começou a apresentação com a canção Roar, faixa de seu novo disco Prism, em seguida, entoou Part of Me e Wide Awake. Comparado à sua turnê anterior, California Dreams Tour, o início do show tem uma nuança um pouco mais sombria que aquele com doces e cores em tom pastel.

Leia também:

Deprê, Sam Smith desafia público a se manter acordado

Rihanna prova sua relevância no palco do Rock in Rio

Continua após a publicidade

Fãs aproveitam bebedeira de Sam Smith para conseguir fotos – e beijos

O clima obscuro continua com Dark Horse, quando ela retorna ao palco com um figurino egípcio, montada em um gigantesco boneco de cavalo. O momento de escuridão se vai para dar espaço ao pop alegre de Hot N Cold, hit antigo de Katy, entoado de forma diferente da original, enquanto ela e seus dançarinos, vestidos de gatos, dançam inspirados no musical Cats.

Após a invasão felina, Katy volta com um vestido transparente para o momento calmo acústico, com canções românticas. É ai que ela diverte a plateia ao chamar no palco uma das fãs, que estava colada na grade. A garota, chamada Raiane, não consegue tirar a mão da cantora, em um assédio explícito. Katy ri, faz caras engraçadas e pede para ela se comportar, enquanto se esforça para dizer o nome da garota, que no fim, é chamada pela cantora apenas de “Raiaiaia”.

O momento pegação com “Raiaia” antecede a parte dançante com tons eletrônicos da apresentação, fazendo da arena uma grande balada. Para finalizar, a estrela pop americana retorna ao palco com um vestido de pavão completamente brega para entoar Fireworks, canção autoajuda alegre, que ganha o reforço de fogos de artifício no céu. Um purpurinado ponto final à sexta edição do Rock in Rio.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)