Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

#Exclusivo – Justin Timberlake: ‘Só Tom Cruise é sempre feliz’

O cantor, que dubla um personagem da animação 'Trolls', estreia da semana, e compôs o hit 'Can’t Stop the Feeling' para o filme, fala sobre felicidade

Por Mariane Morisawa Atualizado em 10 dez 2018, 11h06 - Publicado em 28 out 2016, 11h23

Como os Legos, os Trolls, bonequinhos de cabelos coloridos, sempre em pé, criados na Dinamarca nos anos 1960, agora viraram animação. Em Trolls, dirigido por Mike Mitchell e Wal Dohrn, eles são criaturinhas permanentemente felizes, que cantam, dançam e se abraçam de hora em hora. A líder é a eternamente otimista princesa Poppy (voz original de Anna Kendrick, a ex-The Voice Jullie no Brasil). O único que não embarca no jogo do contente é Tronco (dublado por Justin Timberlake, o ator Hugo Bonemer), um Troll cinza e paranoico que teme o mundo exterior, especialmente os Berguens, monstros que só são felizes quando comem Trolls. Mas os Berguens perderam o rastro dos Trolls há duas décadas. O problema começa quando Poppy resolve dar uma tremenda festa para comemorar a paz e ela acaba atraindo a atenção da Chefe (Christine Baranski), que invade a Cidade dos Trolls e sequestra alguns habitantes para servi-los num banquete e agradar ao atual rei, que nunca comeu um Troll e, portanto, nunca foi feliz. Desafiando toda a lógica, Poppy resolve resgatá-los. Tronco, apesar da rabugice e do medo, ajuda a princesa.

O filme é, como se espera, cheio de cor – em dado momento, os Trolls se juntam para formar uma peruca multicolorida. Também há uma brincadeira com as texturas, porque a princesa Poppy adora fazer “colagem”, ou “scrapbooking”, formando desenhos com ajuda de feltro, e um dos Trolls solta pum de glitter. E, como os Trolls adoram cantar e dançar, não faltam números musicais, com canções conhecidas como True Colors, famosa na voz de Cyndi Lauper, e Hello, de Lionel Richie. A produção executiva musical ficou a cargo de Justin Timberlake, que também compôs They Don’t Know (em parceria com Max Martin e Shellback), Hair Up (com Max Martin, Shellback, Savan Kotecha e Oscar Holter) e Can’t Stop the Feeling (também em parceria com Max Martin e Shellback), que fecha o filme e já virou hit.

Timberlake e Anna Kendrick conversaram com o site de VEJA sobre felicidade e as habilidades especiais dos Trolls, enquanto os diretores falaram sobre a mensagem do filme e como Poppy não é uma princesa tradicional.

https://www.youtube.com/watch?v=g8h33RB_6VI
https://www.youtube.com/watch?v=zA2hC40uGKc

Continua após a publicidade

Publicidade