Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Justin Bieber segue livre de processo por pichação no Rio de Janeiro

Ministério Público queria reabrir processo contra o cantor canadense, encerrado em 2017

Por Da redação Atualizado em 5 abr 2018, 15h41 - Publicado em 5 abr 2018, 15h36

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou o recurso do Ministério Público para reabrir o processo contra Justin Bieber, que respondia por pichar muros na capital fluminense. Foi mantido, então, o acordo feito entre o cantor e o órgão de justiça brasileiro em 2017, que previu a doação de 20.000 reais ao Instituto Nacional do Câncer (Inca) como punição pelo crime.

  • O incidente aconteceu em 2013, quando o canadense visitava o Brasil com a turnê Believe. Junto com amigos, Bieber pichou o muro do antigo Hotel Nacional, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. 

    O processo, no entanto, foi extinto em julho do último ano, quando o juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, aceitou as doações do cantor ao Inca como “pena” para o crime. 

    Justin Bieber grafiteiro
    Justin Bieber grafitando um muro de São Conrado, no Rio em 2013 Delson Silva dos Santos/AgNews
    Publicidade