Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Jornal da Igreja Universal é multado por acusar Xuxa de satanismo

Folha Universal terá de pagar 150.000 reais à apresentadora da Globo, que, segundo reportagem, teria vendido a alma ao demônio por 100 milhões de dólares

Por Da Redação 11 jan 2011, 19h17

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou a Editora Gráfica Universal, vinculada à Igreja Universal do Reino de Deus, a pagar 150.000 reais de indenização por dano moral à apresentadora Xuxa Meneghel, que em texto do jornal Folha Universal foi acusada de praticar o satanismo.

De acordo com a sentença publicada nesta segunda-feira, o jornal da igreja fundada pelo bispo Edir Macedo acusou a apresentadora de “satanismo”, afirmando que ela teria vendido a alma para o demônio por 100 milhões de dólares.

“Toda liberdade deve ser exercida com responsabilidade, o que a Folha Universal parece não saber, embora ironicamente seja um jornal de uma igreja”, afirmou a juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro na sentença. A magistrada qualificou o texto da reportagem como “estapafúrdio” e sua manchete como “sensacionalista” e acrescentou que não contém “nada de informação”, mas “especulação”.

Além da multa, a Folha Universal terá que publicar um comunicado declarando que “Xuxa afirma que tem profunda fé em Deus e respeita todas as religiões”.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade