Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Johnny Depp fantasiava matar ex-esposa em mensagens expostas no tribunal

No conteúdo divulgado em julgamento, Depp descrevia brutalidade de seus próprios comportamentos e falava sobre uso de drogas

Por Da Redação Atualizado em 21 abr 2022, 16h42 - Publicado em 21 abr 2022, 16h30

Nesta quinta-feira, 21, em mais um dia de julgamento no processo movido por Johnny Depp contra Amber Heard por difamação, foram apresentadas ao júri mensagens de texto do ator, nas quais ele empregava violência verbal e linguagem obscena. Lidas em voz alta pelo advogado da atriz, Ben Rottenborn, as mensagens mostram Depp fantasiando sobre matar Heard. O ator também se referia a si mesmo como um “selvagem do c*ralho” e um “lunático”.

“Vamos afogá-la antes de queimá-la!!!”, dizia uma mensagem enviada ao ator Paul Bettany — o Visão dos filmes da Marvel — em junho de 2013. “Vou foder o cadáver queimado dela depois, para ter certeza de que ela está morta”. Em outra mensagem, Depp se referia à atriz Vanessa Paradis, também sua ex-exposa, como “extorsionária francesa”. As mensagens vieram à tona pela primeira vez em 2020, em outro processo de difamação movido por Depp, contra a editora do jornal britânico The Sun. Naquele julgamento, a decisão do juiz foi contra Depp, por considerar as alegações de abuso de Heard “substancialmente verdadeiras”.

Depp foi questionado sobre o uso de drogas, inclusive ao lado do amigo Marilyn Manson. O músico também está movendo um processo de difamação, após ser acusado de abuso sexual pela ex-noiva, a atriz Evan Rachel Wood. “Sim, nós bebíamos juntos. Usamos cocaína juntos talvez algumas vezes”, afirmou Depp em seu depoimento. “Uma vez, dei uma pílula a Marilyn Manson para que ele parasse de falar tanto.” Outro tópico abordado foi um voo particular de 2014, episódio em que Heard alega ter sido esbofeteada e chutada por Depp. Segundo o testemunho do ator, ele passou boa parte da viagem dormindo no banheiro. Depp nega qualquer violência. Já nas mensagens sobre o voo, ele se descreve como “um motor agressivo furioso em um maldito apagão, gritando obscenidades e insultando qualquer porra que chegasse perto”.

É o terceiro dia consecutivo em que Depp depõe no tribunal de Fairfax, na Virgínia, Estados Unidos. Ontem, o ator detalhou lances do término do relacionamento conturbado com Heard. Um episódio violento ocorrido entre o casal durante uma viagem para a Austrália, em 2015, foi destaque. Hoje, Rottenborn, advogado da atriz, perguntou a Depp se ele havia destruído quartos de hotel. Em resposta, o ator disse que “atacou um sofá ou dois”. O advogado também apresentou uma gravação de áudio em que Heard se mostra preocupada com o uso de drogas e os vômitos do ator. “Sim, você vomita muito. Isso é novidade para você? Isso está afetando você muito mais do que eu pensava”, dizia Heard.

Iniciado no dia 11 de abril, o julgamento do processo está previsto para durar cinco semanas, e Amber Heard deve depor em breve. Apertem os cintos.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)