Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Johnny Depp culpa críticos por fracasso de seu último filme

O ator afirmou que a imprensa americana afundou ‘O Cavaleiro Solitário’, que teve orçamento de 215 milhões de dólares e arrecadação de apenas 86 milhões

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 09h59 - Publicado em 6 ago 2013, 11h21

Para os atores Johnny Depp e Armie Hammer e o produtor Jerry Bruckheimer, o fracasso de bilheteria de O Cavaleiro Solitário só pode ter sido causado pelas resenhas negativas que o longa recebeu da crítica americana. “Acho que as críticas foram escritas sete ou oito meses antes de lançarmos o filme”, disse Depp em entrevista ao site Yahoo! Movies UK. Segundo o trio, a imprensa julgou o longa por problemas em sua produção, como o gasto descontrolado que culminou no orçamento exagerado de 215 milhões de dólares.

LEIA TAMBÉM:

Johnny Depp diz que quer se aposentar em breve

“Acho que as resenhas foram escritas quando os jornalistas ouviram que Gore (Verbinski, o diretor do longa), Jerry (Bruckheimer) e eu faríamos O Cavaleiro Solitário. Eles tinham expectativas de que o filme seria um blockbuster. Eu não tinha essas expectativas. Eu nunca tenho”, disse o ator. A arrecadação na estreia do filme foi de apenas 29 milhões de dólares nos Estados Unidos, onde a bilheteria até o momento está em 86,7 milhões de dólares.

Armie Hammer, que protagoniza o filme ao lado de Depp, vai na mesma toada. Ele diz que a crítica se voltou para os problemas do longa, incluindo a interrupção das gravações por mau tempo, que chegou a estragar alguns cenários. “A maioria das resenhas negativas não fala sobre o conteúdo do filme, mas sobre o que está por trás dele. Chegamos ao ponto de a crítica americana julgar que, se você não é tão inteligente quanto Platão, é burro. É um jeito triste de viver a vida”, disse. “Eles decidiram cortar a jugular do nosso longa.” Para o ator, a crítica também tentou derrubar Guerra Mundial Z, mas sem sucesso, já que o filme conseguiu bom número de bilheteria — por enquanto, a arrecadação está em 195,8 milhões de dólares.

“Acho que eles estavam resenhando o orçamento, não o filme. O público não se importa com os custos de produção – eles pagam a mesma quantia se o filme custa um dólar ou 20 milhões”, concordou Bruckheimer. O produtor tem esperanças de que os críticos revejam suas resenhas em alguns anos, percebendo que cometeram uma injustiça com O Cavaleiro Solitário.

Difícil acreditar que isso aconteça, já que, mesmo se analisado pelo seu conteúdo, o filme não passa incólume. O longa parece uma continuação – comprida e cansativa demais, com 149 minutos de duração – da franquia de sucesso do trio Verbinski, Bruckheimer e Depp, Piratas do Caribe. Metade das cenas de ação do filme é dispensável para a história e a outra metade não empolga, assim como as sequências de humor com Johnny Depp, que repete seus famosos cacoetes, já um tanto desgastados.

https://www.youtube.com/watch?v=oOYEjwR7aNs

Continua após a publicidade

Publicidade