Clique e assine com até 92% de desconto

Irreverente, Ultraje a Rigor faz protesto com humor no Rock in Rio

Banda se apresentou ao lado de Erasmo Carlos na tarde deste sábado

Por Amanda Prado, da Cidade do Rock 26 set 2015, 19h12

Com uma camiseta com a frase: “A gente não sabemos escolher presidente. Inútil”, o cantor Roger Moreira, do Ultraje a Rigor, embalou uma festa de hits e protesto político no Palco Sunset, no fim da tarde desta sábado no Rock in Rio. A banda se apresentou ao lado de Erasmo Carlos, que manteve a animação do alto de seus 74 anos, mas deixou a desejar no quesito voz, que já não apresenta o mesmo vigor do passado.

Leia também:

Funk promete invadir Rock in Rio com Valesca e Mr. Catra

Valor de ingressos do Rock in Rio despenca na internet e na mão de cambistas

Cara Delevingne chega ao Brasil para ver o Rock in Rio

O show foi recheado de sucessos dos anos 1980. Terror dos Namorados e Minha Fama de Mau abriram a participação do grupo no festival, seguidas da clássica Inútil. “Essa vai para o pessoal que tá fazendo a gente pagar a conta. Os caras c***, a gente paga”, disse o vocalista antes de entoar a faixa FDP.

Após a animada introdução, Roger imitou o rei Roberto Carlos, ao microfone: “Com vocês, o meu amigo Erasmo Carlos”, disse. O Tremendão foi recebido com gritos e aplausos. “Viva vocês aí, viva nós aqui, viva todo mundo!”, disse em seguida o cantor.

A setlist com a dupla, que realizou um encontro de duas gerações do rock nacional, contou com faixas como Ciúme, Festa de Arromba e Nós Vamos Invadir Sua Praia, hino do Ultraje.

Continua após a publicidade
Publicidade