Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Iron Maiden de novo? A razão por trás de atrações repetidas no Rock in Rio

Os organizadores do festival anunciaram as atrações do dia do metal. Além de Iron, também foram confirmados Sepultura, Megadeth e Dream Theater

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 16 dez 2020, 10h18 - Publicado em 16 dez 2020, 09h58

A vacina está chegando, Joe Biden foi eleito novo presidente dos Estados Unidos e o Rock in Rio anunciou mais uma vez o Iron Maiden e o Sepultura no lineup do festival. Aparentemente, as coisas estão começando a voltar ao normal. Na noite desta terça-feira, 15, os organizadores do festival revelaram algumas das atrações que estarão no palco principal do Rock in Rio na noite dedicada ao metal. Sem surpresas, além do Iron e do Sepultura, também foram confirmados Dream Theater e Megadeth.

Para os fãs de metal, os nomes anunciados soam como mais do mesmo. Roberto Medina, criador do festival, já explicou em entrevistas anteriores que a escolha de atrações repetidas como Iron Maiden, por exemplo, ocorre porque existem pouquíssimas bandas no mundo com a capacidade de atrair mais de 100.000 pessoas para o festival. Tanto o Iron Maiden quanto o Sepultura já estiveram em diversas edições do Rock in Rio, inclusive na última, em 2019, e também nas edições estrangeiras. O Iron Maiden, aliás, esteve na primeiríssima edição do festival, em 1985, e em 2002 lançou um DVD do show feito na edição de 2001. Já a banda Megadeth, já se apresentou no festival em 1991 e também estava escalada para de 2019, mas cancelou por causa do câncer de garganta diagnosticado no vocalista Dave Mustaine. Dream Theater, embora já tenha feito shows no Brasil, nunca se apresentou no festival fluminense. Até então, a única atração já confirmada era o DJ brasileiro Alok, embora a data de seu show não tenha sido revelado. Alok também já participou de outras edições do Rock in Rio.

Outra razão para a escolha de nomes repetidos é a de que o Rock in Rio, há anos, não é mais um festival de música e, sim, um evento onde as pessoas vão para fazer de tudo, inclusive ouvir música e tirar selfies dizendo: “Eu fui”. Daí, não há tanta razão assim para investir em nomes novos ou apostar em artistas revelações que não atraem tantas pessoas. É por causa disso, por exemplo, que o festival consegue vender ingressos antecipados mesmo antes de anunciar todas as atrações. No dia 9 de março, começam as vendas do Rock in Rio Card. O fã que comprar o Card (sem saber o lineup completo) poderá escolher o dia que quiser ir posteriormente, encaixando-o no cardápio que me melhor lhe convir. Fica, então, a pergunta: e se nenhuma atração agradar? Ele vai assim mesmo, oras. Os valores dos ingressos não foram revelados.

A noite do rock pesado vai acontecer logo no primeiro dia de festival, em 24 de setembro de 2021. As atrações das outras datas, 25, 26 e 30 de setembro, e 1º, 2 e 3 de outubro ainda não foram reveladas. Assim como na edição passada, o evento ocorrerá no Parque Olímpico, na zona Oeste do Rio de Janeiro. Por causa da pandemia, o Rock in Rio Lisboa que seria realizado este ano em Portugal foi adiado para o ano que vem. O Lollapalooza, que aconteceria em São Paulo também neste ano, foi cancelado e a edição de 2021 foi transferida para o fim do ano. A expectativa é que até lá boa parte da população já tenha sido vacinada. E tudo, realmente, já tenha voltado ao normal.

Continua após a publicidade
Publicidade