Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

‘Inferno’ faz US$ 15 milhões e fracassa em bilheteria dos EUA

Longa é a mais recente adaptação dos livros do americano Dan Brown, de 'O Código Da Vinci', para o cinema

Por Da redação Atualizado em 31 out 2016, 16h35 - Publicado em 31 out 2016, 11h23

Inferno, a mais recente adaptação das teorias de conspiração históricas de Dan Brown aos cinemas, fracassou nas bilheterias do fim de semana de estreia nos Estados Unidos, arrecadando 15 milhões de dólares (aproximadamente 48 milhões de reais). O valor é somente uma fração dos 46,2 milhões de dólares arrecadados com Anjos e Demônios em 2009, e fica mais longe ainda dos 77,1 milhões de dólares arrecadados com O Código Da Vinci, em 2006.

LEIA TAMBÉM:
Adaptação de ‘Inferno’, de Dan Brown, é tão absurda que diverte
‘Inferno’: mais um mistério para Tom Hanks

Inferno não teve força suficiente para assumir a liderança das bilheterias norte-americanas. Boo! A Madea Halloween, da Lionsgate, ficou em primeiro lugar pelo segundo fim de semana consecutivo, arrecadando 16,7 milhões de dólares neste fim de semana e 52 milhões de dólares no total. “Este foi um sério colapso”, disse o analista de bilheterias da Exhibitor Relations Jeff Bock. “Isto mostra o quão instável um público pode ser. Quando estúdios lançam uma sequência que ele não quer, ele simplesmente vira o rosto”.

O longa traz de volta o criptólogo de Havard, Robert Langdon (Tom Hanks) lutando contra amnésia para tentar juntar pistas e prevenir a liberação de uma pandemia global. Além das críticas ruins, o filme também perdeu espaço para a final do campeonato de beisebol dos Estados Unidos entre Chicago Cubs e Cleveland Indians, que estavam há décadas sem campeonatos. Os jogos atraíram grande parte do público de homens adultos, um dos focos de Inferno.

Mas os espectadores ao redor do mundo podem ser suficiente para tirar Inferno do vermelho. O filme, que custou 75 milhões de dólares para ser feito, arrecadou cerca de 150 milhões de dólares fora dos EUA. No Brasil, o longa que estreou no dia 13 de outubro, já arrecadou um total de 6,5 milhões de dólares (o equivalente a 20 milhões de reais), segundo o site Box Office Mojo.

Jack Reacher: Sem Retorno ficou em terceiro lugar nas bilheterias americanas do último fim de semana, arrecadando cerca de 9,6 milhões de dólares. O filme de Tom Cruise arrecadou 39,7 milhões de dólares em duas semanas. O Contador, da Warner Bros, ficou em quarto, somando 8,5 milhões de dólares aos 61,3 milhões arrecadados.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)