Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘Império’: veja primeiras fotos do Comendador no garimpo

Aguinaldo Silva, autor da novela, publicou em seu blog as imagens de Zé Alfredo como garimpeiro, de cenas que vão ao ar a partir de terça-feira

Por Da Redação 21 dez 2014, 14h27

Nem em um garimpo o homem de preto muda a cor do figurino

Vão ao ar a partir de terça-feira as cenas em que José Alfredo (Alexandre Nero), que acaba de forjar a própria morte na novela Império, da Globo, surge em um garimpo. O Comendador, que enriqueceu de maneira ilícita na primeira fase da trama, à base do contrabando de diamantes, agora vai pôr a mão… não na massa, mas na peneira e na picareta para ver como funciona a extração das pedras que fizeram a sua fortuna. “Ele chega à conclusão de que vive de pedras preciosas mas que, no fim das contas, nunca trabalhou num garimpo – o que era para ter feito lá em 1987. Então, vai ver como é que é”, contou o autor da novela, Aguinaldo Silva, em entrevista ao site de VEJA.

Leia também:

Separação de Alfredísis — infelizmente — acaba em 2015

Marjorie Estiano substitui Drica Morais em ‘Império’

Foi Aguinaldo Silva quem divulgou as primeiras imagens do Comendador José Alfredo em um garimpo, neste sábado, em seu blog. “Veja as fotos do Comendador depois da ressurreição”, anuncia o dramaturgo, com o humor que lhe é peculiar.

Continua após a publicidade

A novela ainda é o futuro da TV brasileira, aposta Aguinaldo Silva

‘Estou bem e espero retornar em breve’, diz Drica Moraes

Troca de atriz impulsiona ‘Império’ nas redes sociais

José Alfredo forjou sua morte no capítulo da última quinta-feira, quando, depois de armar um flagrante do namoro entre sua mulher, Maria Marta (Lilia Cabral), e seu amante, Maurílio (Carmo Dalla Vecchia), ele fingiu ter um ataque cardíaco diante dos dois. Filho de Sebastião (Reginaldo Faria), o homem que na primeira fase de Império colocou José Alfredo no mundo do tráfico de diamantes e na trilha para se tornar um milionário, Maurílio entrou na trama para perseguir e dilapidar José Alfredo, a quem, erradamente, atribui a morte do pai, assassinado em um garimpo em Roraima, minutos antes de legar seus segredos e dinheiro ao futuro Comendador.

A falsa morte é uma maneira de José Alfredo sair de cena no momento em que o cerco de Maurílio, com o respaldo do blog do jornalista Téo Pereira (Paulo Betti), se faz mais forte e leva a Polícia Federal à sua empresa, a rede de joalherias Império, que deve decretar a bancarrota já na próxima semana. É também um modo de o personagem observar a família a distância, testar a sua lealdade, e experimentar, enfim, a vida de garimpeiro.

Continua após a publicidade

Publicidade