Clique e assine a partir de 8,90/mês

IMPERDÍVEL – FILE 2016 combina arte e tecnologia em São Paulo

A mostra apresenta instalações interativas, obras de realidade virtual, game, animações e videoarte

Por Da Redação - 8 jul 2016, 21h58

Com o intuito de desconstruir a estética da arte convencional, e unir tecnologias às diversas formas de linguagem artística, a 17ª edição do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE) será realizada entre os dias 11 de julho a 28 de agosto, no espaço do Centro Cultural Fiesp-Ruth Cardoso. Ao todo, serão 331 trabalhos de 339 artistas de 31 países, que incluem instalações interativas, obras de realidade virtual, game, animações e videoarte.

Diferente de outras exposições, onde o espectador se limita a observar obras à distância, no FILE o visitante é convidado a interagir com a arte. Um exemplo é a instalação do grupo europeu Numen/For Use, que construirá durante oito dias uma enorme teia de aranha, usando fitas adesivas especialmente fabricadas para a obra. O grupo planeja criar túneis abertos para visitação e deve extrapolar os limites da galeria, chegando até a calçada da Avenida Paulista.

Outro destaque é o experimento multissensorial em 4D, Be Boy, Be Girl (imagem acima), dos holandeses Frederik Duerinck e Marleine van der Werf. O trabalho coloca em pauta a questão de gênero, e envolve visão, audição, tato e olfato. Por meio de óculos virtuais, o visitante entrará em um cenário praiano onde poderá ver e sentir todos os elementos típicos desse ambiente como se estivesse no corpo de uma mulher ou de um homem, conforme escolha do próprio visitante.

O FILE 2016 acontece no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso, na Avenida Paulista, 1.313 – em frente à estação Trianon-Masp do Metrô -, diariamente, das 10h às 20h. A entrada é gratuita e livre para todos os públicos. Seis obras de videoarte interativas serão exibidas na fachada do prédio, das 19h às 16h.

Continua após a publicidade
Publicidade