Clique e assine a partir de 8,90/mês

Hermeto Bar é a revelação da categoria em Goiânia

A melhor novidade da noite de Goiânia reúne intensa programação musical, bons drinques e receitas da chef Emiliana Azambuja

Por Camila Sayuri, Eula Lôbo, Geovane Gomes, Juliana Koch, Natália Ribeiro, Vinicius Tamamoto e Yuri Lopes - Atualizado em 28 out 2017, 12h55 - Publicado em 28 out 2017, 04h00

O multi-instrumentista alagoano Hermeto Pascoal não inspirou apenas o nome do bar, inaugurado em julho pelos sócios Leo Wohlgemuth e Vitor Cadillac. As referências ao rico universo do artista pautam principalmente a variada programação musical do lugar: às quintas, há jazz com Front Jr. e seu trio; às sextas, DJs apresentam repertório de black music; e, aos domingos, samba, chorinho e forró fazem o público dançar. Os acertos do novo endereço continuam na seleção etílica, que contempla drinques clássicos e autorais, como o hermeto (gim, suco de limão-cravo, alecrim, pimenta dedo-de-moça e espuma de tangerina; R$ 20,00), e uma boa variedade de cervejas. Encontram-se, por exemplo, garrafas de 600 mililitros da Estrella Galicia e da Heineken (R$ 13,00 cada uma) e rótulos especiais como a Colombina Rock Session IPA (R$ 22,00, 600 mililitros). Para completar, a cozinha prepara receitas assinadas pela competente chef Emiliana Azambuja. Uma delas, a porção de rosbife de filé-mignon ao molho de mostarda de Dijon mais tomate-cereja confitado, farofa de pão e queijo parmesão (R$ 42,00) já caiu no gosto da clientela. Rua T-30, 2655, Setor Bueno (80 lugares). Não tem telefone. 17h30/2h (dom. 15h/0h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2017. Aqui tem iFood.

O ambiente do Hermeto Bar Romero Cruz/VEJA

2º lugar: Weón Bar
No ambiente de pegada moderninha, com luzes de filete, balcão e muito cinza, são servidos petiscos assinados pelo chef goiano Ian Baiocchi. As croquetas de jamón (R$ 22,00, oito unidades) vão bem com o drinque brazilian mule (R$ 20,00), que reúne cachaça Fiu-Fiu nos sabores acerola e tangerina, limão, suco de laranja, xarope de hibisco e espuma de acerola com manjericão. Na seleção açucarada, a torrija consiste em um tipo de rabanada com sorvete de
nozes e farofa de amêndoas (R$ 20,00). Rua 145, 90, Setor Marista, (62) 3945-0025. 95 lugares. 19h/2h (dom. até 1h; fecha seg. e ter.). Aberto em 2017.

3º lugar: Lowbrow Lab Arte & Boteco
Antes de chegar ao bar, passa-se por uma galeria, que expõe obras de artistas do estado. Os goianos também têm espaço na discotecagem — o DJ Cristiano Caramaschi é presença constante. Apresentações de música ao vivo, em estilos que passeiam pelo reggae, soul, rock e MPB também podem ser conferidas por lá. Da cozinha, a especialidade é a almôndega, que surge em várias versões. A de cupim com geleia de pimenta e a de carne com molho bechamel de pequi, por exemplo, vão à mesa em porção de dez unidades (R$ 34,90). O larica do artista (R$ 23,90) é um hambúrguer de 180 gramas com rúcula, cebola caramelada, queijo, tomate, bacon e maionese de gengibre. São alternativas para refrescar a lata de Maniacs IPA (R$ 14,00) e o drinque newbrow cajá lemon, que leva cachaça Fiu-
Fiu, cajazinha, limão e água com gás (R$ 17,00) . Rua 115, 1624, (62) 3991-6175 (150 lugares). 15h/2h (dom. 17h30/1h30, fecha seg. e ter.). Aberto em 2016.

Publicidade