Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

“Hebe vai deixar muita saudade no coração de todos”, diz Roberto Carlos

Amigos destacaram generosidade e alegria da apresentadora

Por Da Redação 29 set 2012, 20h15

O cantor Roberto Carlos compareceu neste sábado ao velório da apresentadora Hebe Camargo, que morreu nesta madrugada, aos 83 anos, após longa luta contra o câncer. Chegou abalado ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual de São Paulo, onde está sendo realizado o velório, vestindo sua característica camisa azul. “É uma mulher maravilhosa, que vai deixar muita saudade no coração de todos os brasileiros.” Na saída, ainda disse que “só quem conviveu ao lado dela tantos anos sabe tudo de belo que ela tinha.”

Ajuda – O comediante Tom Cavalcante também foi ao velório da apresentadora e disse que recebeu apoio dela quando veio trabalhar em São Paulo. “Quando cheguei do Ceará, procurei a Hebe porque ela tinha fama de ser simples. Logo no primeiro encontro ela me chamou de gracinha e me abençoou”, afirmou. “Pessoas como a Hebe são insubstituíveis, como o Chacrinha e o Chico Anísio.”

Cavalcante destacou as posições políticas da apresentadora. “É uma mulher corajosa, que deu a cara para bater em temas delicados.”

O apresentador Otávio Mesquita também falou sobre a generosidade de Hebe. “Ela me ajudou, foi minha amiga. Tomara que nós artistas possamos passar um pouco do amor dela para os espectadores.”

Sorriso – Carlos Alberto de Nóbrega, que foi colega de trabalho de Hebe no SBT, disse que deseja se lembrar do sorriso da apresentadora. “Não consigo falar dela no passado. Para mim ela sempre vai estar presente.”

A jornalista Silvia Poppovic afirmou que é preciso aprender a “fazer TV” com a apresentadora. “Ela ensinou a nossa geração a fazer uma TV mais humana. Agora a gente precisa aprender com ela a fazer uma TV mais alegre.”

Continua após a publicidade

Batalha contra a doença – A dermatologista Ligia Kogos disse que Hebe soube que a doença que tinha (um câncer no peritônio, membrana que recobre as paredes abdominais) era grave. “Mesmo assim, ela nunca se queixou.”

Inspiração – A apresentadora Ana Hickmann saiu chorando e bastante abalada do velório. “A Hebe é minha maior referência e sempre vai me inspirar. Ela vai ser uma estrela que vai ser uma estrela ‘gracinha’ no céu. Não existe um brasileiro que não goste dela.”

Íris Stefanelli, ex-BBB e apresentadora da Rede TV!, também afirmou que sempre se inspirou na Hebe. “Fica um vazio. Existem muitas pessoas boas no mundo, mas ela era única.”

Pioneirismo – Um dos ídolos da Jovem Guarda, o apresentador Ronnie Von, ressaltou o pioneirismo de Hebe Camargo. “Somente duas pessoas que participaram da inauguração da TV brasileira estavam na ativa, ela e o Lima Duarte. Agora só resta uma.” Ronnie Von se disse ainda chocado com a morte. “Sabia que a doença era grave, mas ainda não caiu a ficha.”

O jornalista Boris Casoy disse que a grande lição deixada pela apresentadora foi saber se reciclar. “Foi assim que ela se manteve no topo da TV brasileira por mais de 50 anos.” Casoy também contou uma passagem pessoal para ressaltar a generosidade de Hebe. “Quando fiquei desempregado recebia ligações diárias dela, me perguntando se estava tudo bem.”

Volta para o SBT – Segundo o apresentador Ratinho, do SBT, em conversas com Hebe ela teria dito que iria superar a doença e voltar ao SBT. “Falei com toda a diretoria para levá-la de volta. Não era só eu que gostava dela, todos gostavam e a queriam de volta.”

Entrevista no céu – Amiga há 68 anos de Hebe Camargo, a atriz Lolita Rodrigues disse que só tinha boas lembranças da apresentadora. “Sofri muito com morte da Nair Bello e agora da Hebe. Ser velho é muito triste porque a gente só tem perdas.” Apesar da tristeza, Lolita disse que “Hebe chegou no céu, arrumou toda a produção, encontrou o sofá mais bonito e a primeira pessoa que entrevistou foi a Elis Regina.”

Continua após a publicidade
Publicidade