Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Harvey Weinstein: conheça os detalhes e os bastidores do julgamento do ano

A escolha dos jurados que vão sentenciar o produtor de Hollywood se inicia nesta terça-feira 7 e poderá se estender por até três semanas

Por Eduardo F. Filho Atualizado em 8 jan 2020, 19h54 - Publicado em 7 jan 2020, 12h35

O julgamento mais esperado do ano começou na manhã desta segunda-feira, 6. Harvey Weinstein, 67, que já foi um dos produtores mais poderosos de Hollywood, finalmente se sentará no banco dos réus. Ele é acusado de assédio sexual por mais de 90 mulheres. Nesta terça-feira, 7, o tribunal penal de Nova York começa a julgá-lo por assediar duas dessas vítimas. E foi dada a largada no primeiro e mais importante passo no processo: a seleção do júri. Essa etapa, que pode durar cerca de três semanas, tem o objetivo de garantir a Weinstein uma sentença imparcial. Pela complexidade e grandiosidade do caso, VEJA separou alguns pontos que podem facilitar no entendimento do julgamento. Confira:

Onde está ocorrendo

No Tribunal Penal do Estado de Nova York – 15º andar no número 100 da Center Street, em Lower Manhattan.

Quais são os crimes

O julgamento envolve acusações de que Harvey estuprou uma mulher em um quarto de hotel em Nova York em 2006 e outra, também em Manhattan, em 2013. O produtor afirma categoricamente que todas as relações foram consensuais.

Acusações

Weinstein é acusado de estupro, em primeiro e terceiro grau; e ainda enfrenta duas acusações de “agressão sexual predatória”, termo legal que caracteriza a prática contumaz do delito e é um agravante da pena.

  • Duração

    Pela complexidade e pela comoção pública com o caso, o julgamento deve levar de seis semanas a dois meses. Na primeira etapa, da seleção do júri, pode levar três semanas até que os promotores, os advogados de Weinstein e o juiz encontrem pessoas aptas e consideradas imparciais para julgar o caso.

    Continua após a publicidade

    Pena e Fiança

    Caso seja condenado, Harvey Weinstein pode pegar de 28 anos à prisão perpétua. Hoje, ele se encontra em liberdade sob fiança de 1 milhão de dólares – cerca de 4 milhões de reais.

    Por que as outras 90 mulheres não irão a julgamento?

    A maioria dos casos contra o magnata prescreveu em razão do tempo decorrido entre o crime e a acusação pelas vítimas. Ao todo, oito casos foram investigados em busca de um ângulo para processar Weinstein. Outros três ainda podem resultar em acusações formais.

    Harvey Weinstein é comprimentado por Heidi Klum e Uma Thurman na festa do Golden Globe 2014, em Beverly Hills, Califórnia

    Processo em Los Angeles

    A promotoria de Los Angeles apresentou nesta segunda-feira 6 quatro acusações formais contra o produtor. Desde outubro de 2017, quando começaram a surgir as acusações, o processo em Nova York havia sido o único a evoluir de fato para o julgamento. As acusações em Los Angeles são referentes a dois encontros de Weinstein com mulheres nos dias 18 e 19 de fevereiro de 2013. Assim como nos casos de Nova York, as duas agressões aconteceram em suítes de hotel. O produtor foi indiciado nesses casos por estupro, sexo oral, penetração e retenção das vítimas à força. Pode ser condenado a até 28 anos de prisão.

    Los Angeles X Nova York

    Um processo não interfere no outro, apesar dos crimes serem similares. Caso Weinstein seja absolvido em Nova York, deverá se apresentar em Los Angeles para ser julgado novamente.

    Continua após a publicidade
    Publicidade