Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Quem foi Caio Fernando Abreu, escritor que completaria 70 anos hoje

Escritor, que completaria 70 anos, aparece em imagem do doodle no site de busca

Por Redação Atualizado em 12 set 2018, 11h11 - Publicado em 12 set 2018, 10h07

Se estivesse vivo, Caio Fernando Abreu celebraria nesta quarta-feira 70 anos de idade. Em homenagem à data, o Google prestou um tributo ao escritor brasileiro no doodle de hoje – imagem animada que estampa o site de busca.

A silhueta magra do escritor aparece em destaque, com um livro nas mãos. Em seguida, surge a sombra de um dragão colorido, referência ao livro de contos Os Dragões Não Conhecem o Paraíso, lançado em 1988.

Doodle em homenagem a Caio Fernando Abreu //Reprodução

 

Caio Fernando Abreu nasceu em 12 de setembro de 1948, na cidade de Santiago do Boqueirão, no Rio Grande do Sul. Chegou a estudar letras e artes cênicas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mas abandonou os cursos e abraçou a carreira de jornalista.

Seu primeiro trabalho foi na redação da VEJA, em 1968. No mesmo ano, passou a ser perseguido pela ditadura militar, buscou refúgio na casa da colega de profissão Hilda Hilst, e deixou o país em 1973. Morou na França, Inglaterra e Espanha e retornou em 1974.

Continua após a publicidade

Seu primeiro romance publicado foi Limite Branco, em 1970 — escrito três anos antes, quando Abreu tinha 19 anos. Sua literatura ganhou força com o formato de contos de característica melancólica e romântica, que tratam sobre amor, morte, medo, sexualidade e solidão, temas que lhe renderam o apelido de “escritor da paixão”, por Lygia Fagundes Telles.

Fazem parte desta produção de contos as obras Inventário do Ir-remediável (1970), O Ovo Apunhalado (1975), Pedras de Calcutá (1977), Morangos Mofados (1982), Os Dragões Não Conhecem o Paraíso (1988) e Ovelhas Negras (1995) — os dois últimos, juntamente com a novela O Triângulo das Águas, lhe renderam três prêmios Jabuti.

Difíceis de serem encontrados nas livrarias, os contos de Abreu foram reunidos em uma compilação lançada este ano pela editora Companhia das Letras. Batizada de Contos Completos, a obra possui todos os livros de contos citados acima, além de dez textos avulsos. 

‘Contos Completos’ reúne todos os contos escritos por Caio Fernando Abreu  //Divulgação

Caio Fernando Abreu morreu no dia 25 de fevereiro de 1996, aos 47 anos, em Porto Alegre, por complicações decorrentes do vírus HIV.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês