Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Filme sobre Assange é ‘o’ fracasso do ano. Veja os outros

Segundo lista da revista 'Forbes', longa teve um custo de produção de US$ 28 milhões e arrecadou apenas US$ 6 milhões, tendo um retorno financeiro de 21%

Por Da Redação 27 nov 2013, 15h40
Cena do filme 'O Quinto Poder'
Cena do filme ‘O Quinto Poder’ VEJA

O filme O Quinto Poder, baseado na história real do criador do Wikileaks, Julian Assange, foi o maior fracasso de bilheteria do cinema em 2013, de acordo com lista divulgada pela revista americana Forbes, que avalia o retorno financeiro dos longas em relação a seu custo de produção.

Com Benedict Cumberbatch no elenco, O Quinto Poder teve um custo de produção de 28 milhões de dólares e arrecadou singelos 6 milhões de dólares ao redor do mundo, tendo um retorno de apenas 21% do valor investido.

LEIA TAMBÉM:

Por que o Wikileaks não gostou do filme ‘O Quinto Poder’

Madonna faz Lady Gaga comer poeira em lista da ‘Forbes’

Em segundo lugar, está Alvo Duplo, de Sylvester Stallone, que faturou 9 milhões de dólares ao redor do mundo com um custo de produção de 25 milhões de dólares, o que representa um retorno de 36%. O pódio fica completo com Conexão Perigosa, estrelado por Harrison Ford, que arrecadou 13,7 milhões de dólares depois de consumir 35 milhões na produção — algo em torno de 39% de retorno.

Também constam da lista os filmes R.I.P.D.: Agentes do Além, com Ryan Reynolds e Jeff Bridges, O Casamento do Ano, com Robert De Niro, e Resgate em Alta Velocidade, que conta com Selena Gomez, ex-Justin Bieber, no elenco. A lista não leva em conta lucros adicionais de publicidade, que em alguns casos podem igualar o custo de produção.

‘O Quinto Poder’

Dirigido por Bill Condon, O Quinto Poder narra o abalo na relação entre os dois fundadores do site Wikileaks, Julian Assange (Benedict Cumberbatch) e Daniel Berg (Daniel Brühl). O filme abriu o Festival de Toronto, onde foi muito criticado, e estreou no dia 25 de outubro no Brasil.

Custo de produção: 28 milhões de dólares
Bilheteria: 6 milhões de dólares
Retorno: 21% do investido

‘Alvo Duplo’

No filme de ação Alvo Duplo, Sylvester Stalone faz um assassino de aluguel de Nova Orleans que, depois de ver seu parceiro morrer pelas mãos do último homem que contratou seu serviço, se une ao detetive Taylor Kwon (Sun Kang) para se vingar. O longa estreou no dia 12 

Custo de produção: 25 milhões de dólares
Bilheteria: 9 milhões de dólares
Retorno: 36% do investido

‘Conexão Perigosa’

Conexão Perigosa narra a guerra industrial entre dois bilionários do ramo da tecnologia, interpretados por Harrison Ford e Gary Oldman. No meio da briga, entra o jovem Adam (Liam Hemsworth), que se infiltra em uma das empresas para roubar informações para a rival. O longa estreou dia 18 de outubro no Brasil e, apesar do bom elenco, acabou na terceira posição entre os maiores fracassos de bilheteria do ano. 

Custo de produção: 35 milhões de dólares
Bilheteria: 13,5 milhões de dólares
Retorno: 39% do investido

‘Parker’

Em um de seus mais recentes filme de ação, Jason Statham (Os Mercenários, Carga Explosiva) faz o papel de um bandido que quer se vingar de sua gangue após ser traído e deixado por ela à beira da morte. O longa estreou no dia 22 de março no Brasil.

Custo de produção: 35 milhões de dólares
Bilheteria: 17 milhões de dólares
Retorno: 49% do investido

Continua após a publicidade

‘Linha de Ação’

O bom elenco de Linha de Ação também não foi suficiente para garantir uma boa bilheteria para o longa, sobre um ex-policial, Billy Taggart (Mark Wahlberg), que é contratado por seu desafeto, o prefeito de Nova York (Russell Crowe), para descobrir o amante de sua esposa. O longa estreou no dia 15 de março no Brasil.

Custo de produção: 35 milhões de dólares
Bilheteria: 19 milhões de dólares
Retorno:  54% do investido

‘A Batalha do Ano’

A Batalha do Ano conta a história de uma equipe americana de breakdancing que, liderada pelo rígido treinador Jason Blake (Josh Holloway), vai à França para conquistar o título da Battle of the Year, competição com equipes de dançarinos de 18 países do mundo, que os Estados Unidos não vencem há quinze anos. O filme estreou no dia 24 de janeiro no Brasil. Você provavelmente, nem ficou sabendo, porque ninguém recomendou.

Custo de produção: 20 milhões de dólares
Bilheteria: 11 milhões de dólares
Retorno: 55% do investido

https://youtube.com/watch?v=8N2byXYeoE0

‘Resgate em Alta Velocidade’

Em Resgate em Alta Velocidade, Brent Magna (Ethan Hawke) protagoniza uma luta contra o tempo quando descobre que sua esposa foi sequestrada. Ele rouba o carro de uma garota (Selena Gomez) e a recruta para iniciar a tal busca em alta velocidade. O filme não tem data de estreia prevista no Brasil, mas lá fora já foi um retumbante fracasso.

Custo de produção: 18 milhões de dólares
Bilheteria: 10,5 milhões de dólares
Retorno: 58%

‘Peeples’

Na comédia Peeples, Wade Walker (Craig Robinson) viaja para conhecer a família da namorada, Grace Peeples (Kerry Washington), antes de pedir sua mão em casamento. Clichê do começo ao fim. O filme não tem data de estreia prevista para o Brasil.

Custo de produção: 15 milhões de dólares
Bilheteria: 9 milhões de dólares
Retorno: 60% do investido

‘R.I.P.D.: Agentes do Além’

Em R.I.P.D. – Agentes do Além, Ryan Reynolds faz o papel de Nick, um policial que, após ser assassinado, é enviado ao Departamento Descanse em Paz, uma agência especial composta por policiais mortos que agem secretamente na Terra. De lá, ele é enviado de volta à vida para trabalhar ao lado de Roy (Jeff Bridges) e encontrar o homem responsável por sua morte.

Custo de produção: 130 milhões de dólares
Bilheteria: 78 milhões de dólares
Retorno: 60% do investido

https://youtube.com/watch?v=kZCmRSsHvLs

‘O Casamento do Ano’

Na comédia O Casamento do Ano, o noivo Alejandro (Ben Barnes) faz com que seus pais adotivos, interpretados por Don (Robert De Niro) e Ellie (Diane Keaton), finjam que ainda estão casados em sua cerimônia de matrimônio, para causar uma boa impressão em sua mãe biológica, que é uma religiosa conservadora que condena o divórcio. O problema é que a atual esposa de Don, Bebe (Susan Sarandon), também estará na cerimônia. O filme estreou dia 30 de agosto no Brasil.

Custo de produção: 35 milhões de dólares
Bilheteria: 22 milhões de dólares
Retorno: 63% do investido

Continua após a publicidade
Publicidade