Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Filha de Michael Jackson acredita que pai foi assassinado

Na sua primeira grande entrevista, Paris Jackson fala sobre a morte do pai, abuso sexual, tentativas de suicídio e sua possível carreira musical

Por Da redação Atualizado em 24 jan 2017, 21h48 - Publicado em 24 jan 2017, 19h36

Em sua primeira grande entrevista, Paris Jackson declarou acreditar que seu pai, o astro pop Michael Jackson, foi assassinado. O cantor faleceu em 2009 vítima de uma overdose de analgésicos. Segundo a garota, o pai foi alvo de uma conspiração. “Tudo aponta para isso”, disse a jovem de 18 anos à revista americana Rolling Stone, da qual é capa no mês de fevereiro.

“Ele dava indícios de que estavam indo atrás dele. Em determinado momento, disse: ‘Eles vão me matar um dia'”. Paris relatou que, às vésperas de sua morte, Michael estava fisicamente esgotado de tanto ensaiar para a turnê This Is It. Ela considera a AEG Live, a produtora por trás do espetáculo, uma das responsáveis pela morte precoce do pai. “Eles sugam seus artistas e fazem com que eles trabalhem até a morte.” A menina também culpa o médico Conrad Murray, já condenado por homicídio culposo do cantor, pela dependência de Michael em analgésicos.

Ainda à Rolling Stone, Paris contou ter sofrido abuso sexual aos 14 anos. O agressor seria um homem muito mais velho e desconhecido. “Eu não quero dar muitos detalhes sobre isso. Foi uma experiência péssima e muito difícil de lidar naquela época, eu não contei para ninguém”. Quanto a suas tendências suicidas e transtornos psicológicos, a jovem comentou: “Apenas uma tentativa (de suicídio) veio a público”.

Depois de passar um ano e meio em uma clínica de reabilitação, a filha de Michael Jackson vê a situação com bons olhos: “Foi ótimo para mim, sou uma pessoa completamente diferente agora”. Com 18 anos recém-completos, Paris saiu da casa da avó — com quem morou desde a morte do pai — e vive no estúdio onde rei do pop gravou o hit Beat It, reformado para um grande apartamento. Junto a ela mora seu namorado, Michael, de 26 anos, por quem se diz completamente apaixonada.

Paris Jackson trabalha como modelo atualmente, mas está tentando dar os primeiros passos no mundo da música. À reportagem, ela também exibiu as 50 tatuagens que adquiriu em pouquíssimo tempo – nove são dedicadas ao pai.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)