Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Ficção erótica vive auge em bibliotecas britânicas

O interesse pelo gênero no último ano foi impulsionado pelo fenômeno editorial 'Cinquenta Tons de Cinza', da britânica E.L. James

Por Da Redação 14 fev 2014, 10h22

As obras de ficção erótica vivem um auge de empréstimos nas bibliotecas do Reino Unido. O sucesso do gênero no último ano foi impulsionado pelo fenômeno Cinquenta Tons de Cinza, da britânica E.L. James, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Public Lending Right (PLR), um ranking sobre os livros mais pedidos nas bibliotecas.

Leia também:

Atriz diz que heroína de ’50 Tons’ é ‘chata’

’50 Tons’ pode ter cenas de sexo cortadas

Filme ’50 Tons’ terá uma versão leve e outra explícita

De acordo com o levantamento, Destined to Feel, publicado no Brasil com o título Destinados, pela Editora Fundamento, de Indigo Bloome, foi o livro mais solicitado na categoria de ficção erótica, com 11.700 empréstimos em 2013. O número é quase oito vezes maior que o dos pedidos pelo romance erótico Divine Misdemeanours, de Laurell K. Hamilton, com 1.500 empréstimos entre 2011 e 2012, segundo o PLR.

A trilogia de E.L. James, no entanto, não aparece no ranking, por ser classificado pelas bibliotecas como ‘romances românticos’. O primeiro volume da série, Cinquenta Tons de Cinza, ocupou o terceiro lugar na lista geral de empréstimos das bibliotecas britânicas e é considerado o reponsável por despertar o interesse do público pelo gênero erótico.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade