Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Feriado de 4 de julho nos EUA atesta retorno do público aos cinemas

Puxado por 'Velozes e Furiosos 9', final de semana foi o terceiro mais lucrativo desde março de 2020 no país; filme também lidera bilheterias no Brasil

Por Amanda Capuano Atualizado em 5 jul 2021, 14h05 - Publicado em 5 jul 2021, 13h28

O fim de semana do feriado de Independência dos Estados Unidos, celebrado no domingo, 4 de julho, rendeu aos cinemas americanos 71 milhões de dólares em bilheteria. Este é o terceiro melhor desempenho de um final de semana desde o início da pandemia, em março de 2020. Comparado ao singelo 1,5 milhão arrecadado no mesmo período do ano passado, o valor é um salto e tanto, mas ainda é menos da metade da média registrada entre 2 e 4 julho em anos pré-pandêmicos: valores em torno de 150 e 200 milhões de dólares, segundo estimativa da Comscore. No Brasil, o final de semana foi de estabilidade, com pouco mais de 812.000 pessoas nos cinemas e renda de 15,2 milhões de reais — a mesma da semana passada.

Com as férias escolares de verão e as comemorações pelos Estados Unidos, o feriado de 4 julho é um marco importante para o cinema americano, e costuma colocar em cartaz estreias aguardadas do público. Nesse ano, a data levou às salas a animação O Poderoso Chefinho 2: Negócios de Família Uma Noite de Crime 5, ambos da Universal Pictures. Os títulos assumiram o segundo e o terceiro lugar em arrecadação, com 17,4 milhões e 12,7 milhões de dólares, respectivamente, até o domingo, 4, alinhados com as expectativas para o momento.

Mesmo com os lançamentos, foi Velozes e Furiosos 9, em sua segunda semana em exibição, que liderou a arrecadação por lá. Ainda que com uma queda de 66% em relação à semana anterior, o filme abocanhou 24 milhões de dólares e conseguiu manter a dianteira da semana. Por aqui a sequência da saga também seguiu líder, e teve uma queda mais tímida: foram 10,8 milhões de reais nessa semana, 13,6% a menos do que na anterior.  Segundo a Variety, fora dos Estados Unidos, F9 alcançou 374 milhões de dólares em bilheteria até o momento, desbancando Godzilla vs. Kong como o filme de Hollywood de maior bilheteria internacional desde o início da pandemia.

  • O desempenho de Velozes e Furiosos fortalece a ideia de que a salvação para os cinemas está nos blockbusters. Com um ritmo de vacinação acelerado e um declínio acentuado de casos e mortes decorrentes da Covid-19, os Estados Unidos têm retomado a vida gradualmente e boa parte das restrições já foram eliminadas. Mesmo assim, 20% das salas seguem fechadas, e é preciso grandes estreias para que o público deixe a segurança de casa rumo aos cinemas. Para a semana que vêm, a tendência é de que a ascensão continue com a chegada do aguardado filme solo de Viúva Negra, que estreia nessa sexta-feira, 9, e deve dar fôlego extra às bilheterias do país.

    O longa estreia no Brasil um dia antes, na quinta-feira, e encontrará uma porcentagem um pouco reduzida de salas em funcionamento em relação à sua terra natal. De acordo com dados da empresa Comscore, até a semana passada, o país possuía 586 cinemas abertos e 2.462 salas em operação – o que corresponde a cerca de 70% das 3.507 disponíveis, segundo levantamento feito pela Ancine em 2019. A expectativa é que o filme da heroína ajude a puxar a bilheteria brasileira para cima e lance uma tendência de alta para julho, que viu os números subirem com a estreia de Velozes e Furiosos 9 e ainda terá lançamentos de Um Lugar Silencioso Parte II e o novo Space Jam.

    Continua após a publicidade
    Publicidade