Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ex-marido de Whitney Houston não quer disputar guarda da filha na Justiça

Bobby Brown teme aprofundar o sofrimento de Bobbi Kristina; parentes da garota planejam interná-la numa clínica de recuperação para drogados

Por Da Redação 19 fev 2012, 16h06

Bobby Brown, ex-marido de Whitney Houston, não quer decidir nos tribunais a guarda de Bobbi Kristina, sua filha com a cantora americana que morreu na semana passada. O cantor e compositor tem discutido com frequência com membros da família da artista para definir com quem vai ficar a garota de 18 anos. Fontes ouvidas pelo TMZ afirmam que ele quer ficar ao lado da filha neste momento difícil e teme que uma batalha judicial torne a situação ainda mais sofrida para ela. De acordo com o portal, ele teria declarado: “Este tipo de coisa você tem de entregar a um Poder superior resolver”.

Bastante abalado pela forma como foi tratado no velório da cantora neste sábado, quando chegou a ser expulso por familiares dela, o ex-integrante do grupo New Edition comenta que não compreende a situação. Brown argumenta que parentes dele sempre trataram Whitney e Bobbi como integrantes da família. Já os familiares dela nunca lhe ofereceram o mesmo tratamento. Parentes de Whitney acusam o ex-marido de violência doméstica e alegam que ele a incentivava a consumir drogas.

Reabilitação – O TMZ também veiculou a informação de que a família Houston quer encaminhar, o mais rápido possível, Bobbi Kristina a uma clínica de reabilitação. A informação, no entanto, ainda não chegou aos ouvidos da adolescente, pois os parentes planejavam comunicar a decisão só depois do funeral. O corpo da cantora foi cremado na tarde deste domingo no cemitério Fairview, em Westfield, no estado de Nova Jersey.

A internação de Bobbi é considerada urgente por seus familiares. A jovem é usuária de drogas por, pelo menos, quatro ou cinco anos. Eles temem que a garota tenha o mesmo destino da mãe, que também foi viciada. No final de 2011, a cantora vinha se mantendo sóbria, mas, segundo o TMZ, teria tido uma recaída semanas antes de sua morte.

Planejar a ida de Bobbi a uma clínica – onde deverá permanecer com assistência 24 horas por, no mínimo, dois meses – não será uma tarefa fácil. Ela está muito abalada com a morte da mãe e mostra-se ainda mais arredia a conselhos. Os parentes de Whitney e Bobbi afirmam que, após o funeral, conversarão com a garota e lhe darão um tempo para pensar na proposta.

Continua após a publicidade
Publicidade