Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Ex-diretor do Louvre é investigado por tráfico de antiguidades

Jean-Luc Martinez é acusado de ser cúmplice na compra de obras saqueadas do Egito durante a Primavera Árabe

Por Amanda Capuano Atualizado em 26 Maio 2022, 13h14 - Publicado em 26 Maio 2022, 12h13

O ex-diretor do Museu do Louvre, Jean-Luc Martinez, está sendo investigado pelo envolvimento em um esquema de tráfico de antiguidades do Egito, reportou a agência de notícias French Press nesta quinta-feira, 26. De acordo com a publicação, Martinez entrou para a lista de suspeitos na quarta-feira 25, após ser interrogado sobre obras que as autoridades desconfiam ter sido saqueadas durante a Primavera Árabe, entre 2010 e 2012.

O caso foi aberto em 2018, dois anos depois que a filial do Louvre em Abu Dhabi comprou uma peça de granito rosa retratando o faraó Tutancâmon e outras quatro obras históricas por 8 milhões de euros. Martinez, que comandou o museu de 2013 a 2021, é acusado de cumplicidade na ocultação da origem de obras, que teriam sido obtidas criminalmente, aponta uma fonte judicial. O ex-diretor teria fechado os olhos para certificados falsos que atestariam a origem legal das peças, uma fraude que pode envolver outros especialistas do mercado da arte, aponta um relatório do jornal investigativo Canard Enchaine.

De acordo com o veículo, os especialistas franceses que certificaram a granita de Tutancâmon são os mesmos que atestaram a legitimidade do caixão dourado do padre Nedjemankh, comprado pelo Metropolitan Museum of Art de Nova York em 2017. Na ocasião, após uma série de investigações, a instituição revelou ter sido vítima de declarações falsas e documentações forjadas, e anunciou a devolução da peça ao Egito. Os investigadores suspeitam, agora, que centenas de artefatos tenham sido saqueados durante os protestos da Primavera Árabe e vendidos posteriormente para galerias e museus.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)