Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘Eu vivia irritado’, diz Matthew McConaughey sobre dieta para filme

O ator perdeu mais de 20 quilos para encarnar um portador de vírus da aids, papel que lhe rendeu prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA

Por Da Redação 20 jan 2014, 12h09

O ator Matthew McConaughey fez revelações sobre o papel que lhe rendeu prêmio do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos no último sábado. Segundo o tabloide britânico The Daily Mirror, que conversou com McConaughey durante os bastidores da premiação, ele falou sobre a dieta que o fez perder mais de 20 quilos para que pudesse encarnar Ron Woodroof, um portador do vírus da aids em Clube de Compras Dallas, filme baseado em uma história real.

Leia também

‘Gravidade’ e ‘Trapaça’ lideram indicações ao Oscar

Confira a lista completa de indicados ao Oscar 2014

“Eu encontrei pudim de tapioca e usava uma colher minúscula para comer para que ele durasse mais”, disse o ator. “Eu conseguia fazer com que ele durasse por uma hora.” Segundo McConaughey, ele chegava a perder 3 quilos por semana e sua dieta diária consistia em dois refrigerantes diet, dois ovos e um pedaço de frango. “Eu estava sempre com fome e sempre irritado.”

Ao receber o prêmio, o ator falou sobre a história abordada em Clube de Compras Dallas, filme indicado ao Oscar 2014. “Nós temos um filme importante sobre uma época importante para os Estados Unidos e para o mundo. As pessoas que possuíam HIV, o vírus da aids, como elas eram tratadas? Como elas estão agora? Como isso é tratado hoje? Ainda é muito relevante. Você tinha Ron Woodruff, uma pessoa que tinha a obsessão mais clara de todas – ‘Eu estou obcecado por permanecer vivo’. Ele tinha só mais 30 dias de vida e viveu mais 7 anos.”

Ele continuou o discurso de forma confusa, falando sobre como é encarar a vida pelos olhos de um personagem. “É mágico. Quando você vê um personagem de dentro para fora, quando está andando todo dia e tudo o que você vê, cheira e toca está vindo pelo personagem e faz sentido. (…) Você é a primeira pessoa a ver aquilo pelos olhos do personagem. Isso nem sempre acontece.”

Mas o ator foi mais longe e comparou essa sensação à de ir para o espaço. “Quando acontece, parece que colocaram uma venda em você e te mandaram em uma nave espacial para Netuno e você pode descer ao planeta (…). É um sentimento glorioso!”

Continua após a publicidade
Publicidade