Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Em parceria com escritora, Hillary Clinton lançará thriller político

Batizado de 'State of Terror', livro com Louise Penny seguirá uma secretária de Estado que deve enfrentar ameaças terroristas em um governo enfraquecido

Por Tamara Nassif Atualizado em 24 fev 2021, 17h25 - Publicado em 23 fev 2021, 15h44

Hillary Clinton, ex-primeira dama e ex-candidata democrata à Presidência americana, irá lançar um livro de suspense sobre política internacional ao lado da escritora canadense Louise Penny, de Natureza Morta. Batizado de State of Terror (Estado de terror, em tradução livre), o thriller tem como premissa uma secretária de Estado “novata” que se junta à administração enfraquecida de um presidente, cujo governo encolheu no cenário mundial após quatro anos de mandato. Outrora seu rival, o líder americano é ameaçado por ataques terroristas que colocam a ordem global em desordem, e é de responsabilidade da secretária montar uma equipe para desvendar a conspiração.

A ideia é que o thriller chegue às livrarias americanas em outubro deste ano, embora ainda não haja previsão de quando ele pode desembarcar por aqui. Em comunicado, Hillary disse que era um “sonho realizado” escrever com Penny, famosa na gringa por assassinatos misteriosos em cidadezinhas canadenses. “Eu desfrutei de cada um de seus livros e personagens, bem como de sua amizade. Agora estamos juntando forças e experiências para explorar o complexo mundo da diplomacia e traição. Nem tudo é o que parece”, disse.

  • A escritora canadense também soltou o próprio comunicado. “Quando me foi sugerido escrever um thriller político com minha amiga Hillary, eu não poderia ter dito ‘sim’ mais rápido”, disse. “Antes de começarmos, conversamos sobre o tempo em que Hillary era secretária de Estado. Qual foi o pior pesadelo dela? State of Terror é a resposta.” Amigas de longa data e admiradoras mútuas, elas decidiram escrever juntas para combinar os conhecimentos internos de Clinton sobre a Casa Branca e o cargo que previamente ocupou com a inclinação de Penny para criar tramas viciantes.

    Embora seja incomum, esta não é a primeira vez em que uma ativa e proeminente figura pública se junta a um escritor de suspenses best-sellers. O subgênero de thrillers políticos já havia sido popularizado por ninguém menos que o marido de Hillary, ex-presidente Bill Clinton, que em 2018 escreveu O Dia Em Que O Presidente Desapareceu (Editora Record) com James Patterson, célebre autor das séries Alex Cross e Mulheres contra o CrimeVendidas mais de 2 milhões de cópias entre Estados Unidos e Canadá, o thriller terá uma continuação (The President’s Daughter, ou “A filha do presidente”) a ser lançada em julho deste ano.

    VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

    Continua após a publicidade
    Publicidade