Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Elton John sobre George Michael: ‘Ele não queria mais viver’

Cantor ainda disse que o amigo não se sentia confortável sendo gay

Por Redação 24 out 2019, 17h59

No intuito de divulgar a biografia Me Elton, o cantor Elton John, avesso a entrevistas, tem falado pela primeira vez sobre os bastidores de sua vida ao lado de famosos. O caso mais recente foi sobre George Michael. Em entrevista ao programa de Sharon Osbourne, Elton afirmou que George “não queria mais viver”. Ele ainda disse que o amigo não se sentia “confortável em ser gay” e que ambos lutaram contra vícios, mas George recusou ajuda. 

“Eu sugeri que ele mudasse de vida, que talvez ele seria mais feliz se tentasse, mas George ficou ressentido com a sugestão”, conta o cantor inglês.

Sharon ainda relembrou que no fatídico Natal de 2016, quando George morreu, ela foi a primeira a telefonar para Elton dando condolências, e que Ozzy Osbourne (marido de Sharon) pegou o telefone e disse: “ele não queria estar aqui”. Elton completou dizendo que aquilo foi a “coisa mais sucinta e adequada” de se dizer naquele momento. “Ele não queria viver. Apesar de dizer que estava bem com a homossexualidade, ele não se sentia confortável em ser gay”, diz Elton.

  • Inicialmente, George Michael construiu sua carreira como um cantor galã hétero. Ele só assumiu a homossexualidade em 1998.

    George Michael sofria de cardiomiopatia dilatada com miocardite e fígado gorduroso, condições que resultaram em sua morte, segundo o laudo médico.

    George e Elton gravaram juntos Don´t Let The Sun Go Down On Me em 1991.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade