Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dupla de ‘Amy’ se une para produzir documentário sobre Oasis

Banda britânica deve ganhar filme sobre sua história com produção dos responsáveis pelo longa sobre Amy Winehouse

Por Da Redação 3 nov 2015, 14h56
Liam e o extinto Oasis
Liam e o extinto Oasis VEJA

Um dos maiores sucessos comerciais dos anos 1990, a banda de rock Oasis, marcada pela briga de egos de seus principais integrantes, os irmãos Noel e Liam Gallagher, deve ganhar um documentário sobre a sua conturbada e explosiva carreira. O filme terá na produção Asif Kapadia, que dirigiu o documentário Amy, sobre Amy Winehouse, e James Gay-Rees, que trabalhou como produtor no filme sobre a intérprete de Rehab. A dupla já havia sido parceira em Senna, sobre o piloto brasileiro de Fórmula 1, Ayrton Senna. O longa sobre a banda britânica será dirigido por Mat Whitecross (O Caminho para Guantánamo). As informações são do site da revista britânica Screen Daily.

LEIA TAMBÉM:

Família de Amy Winehouse critica documentário sobre a cantora

Amy Winehouse morreu intoxicada por álcool, diz segundo laudo

Início da carreira do Oasis ganha exposição em Londres

Álbum clássico do Oasis vai ser relançado com inéditas

O filme vai contar a história da banda desde 1991, quando Noel entrou no grupo de seu irmão mais novo e começou, junto com ele, a montar o que se tornaria o Oasis, que lançou o primeiro álbum da carreira, Definitely Maybe, em 1994. O disco foi um sucesso de vendas e abriu as portas para a banda em todo o mundo.

As constantes brigas entre os dois Gallagher acabaram pondo fim ao grupo em 2009. No ano que vem, o mais velho dos dois, Noel, se apresenta na edição brasileira do Lollapalooza, ao lado da banda High Flying Birds. Ainda não há previsão de estreia do filme.

Gênio incompreendido

Durante toda a carreira do Oasis, embora Liam tenha servido como vocalista principal, era Noel quem compunha quase todas as músicas. Liam escreveu algumas de sucesso, como Songbird e I’m Outta Time, mas a maioria acabou virando lado B. Já Noel foi responsável pelo grande hit do grupo, Wonderwall. Noel escreve tão bem que já foi chamado por George Martin, produtor dos Beatles, de “o melhor compositor de sua geração”.

Quase-Oasis

Quando Noel deixou a banda que o consagrou, Liam seguiu tocando com todos os outros ex-membros do grupo: Gem Archer, Andy Bell, Chris Sharrock e Jay Darlington. A união resultou na banda Beady Eye, com a qual ele lançou no ano passado o disco Different Gear, Still Speeding e veio ao Brasil para um show (bem ruim, aliás) no festival Planeta Terra. Apesar de ter todos os ex-membros do Oasis, o Beady Eye não toca nenhuma música do Oasis em seus shows. Já Noel, embora tenha lançado um disco solo bem melhor, inclui várias faixas da antiga banda em seu set.

Popular

Noel tem mais amigos importantes que Liam, e não estamos falando de amigos de Facebook. Em 1995, o músico tocou em duas faixas no disco Help!, que arrecadou fundos para caridade: Fade Away, ao lado de Johnny Depp e Kate Moss, e Come Together, junto com Paul Weller, Paul McCartney e outros. Ele também já colaborou com gente como Chemical Brothers, Ian Brown e Prodigy. Já Liam colaborou esparsas vezes, como no álbum Scorpio Rising, do Death in Vegas. Vai ver acham que ele é muito mal-humorado…

Continua após a publicidade

Conservador dos bons costumes

Se Noel tem muitos amigos legais, ele pode se dar ao luxo de escolher suas companhias. E foi exatamente isso o que fez em 2008, quando decidiu vender sua casa em Ibiza, vizinha a uma propriedade do cantor pop James Blunt. Em entrevista à rádio BBC, ele disse que “não podia surportar a ideia de Blunt estar por perto fazendo músicas péssimas”.

Empreendedor

Em 2000, Noel aproveitou que o fundador da Creation Records, selo que os lançou, havia vendido a gravadora para a major Sony, e fundou seu próprio selo, o Big Brother Recordings. Até hoje, é essa gravadora que cuida da distribuição dos discos dos Gallagher na Grã-Bretanha. O primeiro single que eles lançaram pela nova gravadora foi Go Let It Out.

Bullying

Se nenhum dos argumentos anteriores foi suficiente para te convencer, tente sentir compaixão por Noel, afinal, ele já apanhou muito de Liam. 

Relembre algumas brigas:

 

-Em 1994, na primeira turnê americana do Oasis, Liam mudou as letras das músicas da banda para torná-las ofensivas a Noel, e depois o agrediu com um tamborim. 

-Durante as gravações de (What’s the Story) Morning Glory?, Liam brigou com o irmão em um bar.

 

-Em 2000, Liam insinuou que a filha de Noel com sua então mulher, Meg Mathews, não era realmente sua filha. 

 

-O fim do Oasis aconteceu depois de mais um desentendimento entre os irmãos: em 2009, Liam cancelou a apresentação do grupo no festival inglês V, alegando dor de garganta, mas Noel disse que o irmão estava mesmo era de ressaca. A declaração podia ser uma (justa) vingança de Noel. Meses antes, Liam havia quebrado uma guitarra sua de propósito durante uma briga.

-Quando Noel lançou seu primeiro disco-solo, sob o nome High Flying Birds, Liam tratou de caçoar do nome do grupo e disse que as músicas do irmão soavam como as da cantora pop Dido. 

Continua após a publicidade
Publicidade