Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘Duna’ fatura US$ 220 milhões globais – mas perde para ‘Venom’ no Brasil

Adaptação de Villeneuve para obra de Frank Herbert estreou essa semana nos Estados Unidos e no Brasil com desempenho acima do esperado

Por Amanda Capuano Atualizado em 25 out 2021, 14h47 - Publicado em 25 out 2021, 14h41

Os apelos de Denis Villeneuve para que o público assistisse a Duna no cinema parecem ter surtido efeito – lançado na sexta-feira, 22, de maneira híbrida nos Estados Unidos, o filme arrecadou 40 milhões de dólares em bilheteria doméstica, acima das expectativas de 30 a 35 milhões que haviam sido traçadas no mercado. No Brasil, com lançamento exclusivo nos cinemas, o longa arrecadou 5 milhões de reais, insuficiente para arrancar a liderança de Venom 2 – que, depois de se tornar a melhor bilheteria nacional na era da pandemia, com 15,19 milhões de reais, seguiu inabalável na dianteira em sua segunda semana de exibição, embolsando 6,4 milhões de reais entre 21 e 24 de outubro segundo dados da Comscore.

Além de Duna e Venom, o final de semana também viu 007: Sem Tempo Para Morrer ultrapassar a marca de 400 milhões de dólares no exterior, e meio bilhão de dólares globalmente. Os desempenhos apontam para uma recuperação do cinema, que surfa na alta da vacinação para se reerguer depois de um longo período de baixas. “Este foi um resultado tremendo, pois estamos saindo da pandemia”, disse Jeff Goldstein, chefe de distribuição da Warner Bros., em entrevista à NBC, estimando que Duna teria arrecadado cerca de 20% mais nos Estados Unidos caso não fosse disponibilizado simultaneamente no streaming do HBO Max. “Assim que sairmos da pandemia, se tivermos um filme como este, claramente todos gostarão de ver nos cinemas primeiro. Não há dúvida disso. ”

Adaptação de Villeneuve para o clássico da ficção científica de Frank Herbert, o filme foi lançado em setembro no Festival de Veneza e circulava em alguns mercados europeus desde então. Em cartaz em 75 territórios e em 49 205 telas desde o final de semana, o longa adicionou 47,4 milhões de dólares à sua bilheteria internacional, totalizando 180,6 milhões de dólares. Com o acréscimo dos 40 milhões arrecadados nos Estados Unidos – a melhor estreia híbrida da Warner Bros. até hoje – já são 220,7 milhões de dólares arrecadados globalmente. 

O principal mercado externo foi a China, onde Duna é o primeiro grande lançamento de Hollywood desde Free Guy, e arrecadou cerca de 22 milhões de dólares, de acordo com a plataforma de venda de ingressos local Maoyan. Na América Latina, o filme também excedeu as expectativas – o México assumiu a dianteira com 2 milhões de dólares, seguido pelo Brasil, com 896 000 dólares. Para a alegria de Villeneuve, o filme se saiu particularmente bem no IMAX, que garantiu um faturamento de 17,8 milhões de dólares nesse final de semana, 20,3% do total global.

A produção caiu no gosto do público ao unir rostos populares como o da ex-estrela da Disney Zendaya e do badalado Timothée Chalamet. Mas, com sua trama de ficção científica densa e direção quase abstrata, calcada fortemente no visual, não deixa de ser um feito que Duna chegue tão longe.

Continua após a publicidade

Publicidade