Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Diários de Seymour Hoffman revelam seus ‘demônios’ interiores

Por Da Redação 11 fev 2014, 20h37

Philip Seymour Hoffman deixou anotações em dois diários que falam de seus “demônios” interiores, como a luta contra a dependência química e as reuniões dos Narcóticos Anônimos que frequentava na parte baixa de Manhattan. Há neles também reflexões confusas, aparentemente escritas sob o efeito de heroína. A suspeita é de que Hoffman, encontrado morto em casa há nove dias com uma seringa espetada no braço, tenha morrido de overdose.

‘Jogos Vorazes’ será adaptado após morte de Hoffman

Estrelas prestam tributo a Philip Seymour Hoffman

Os dois pequenos diários, escritos à mão pelo ator, foram encontrados pela polícia. “O texto é um fluxo de pensamento difícil de seguir”, disse uma fonte ligada à polícia à rede americana NBC. “Em uma linha, Hoffman se refere a ‘Frank, o que sempre deve dinheiro’ e na mesma página escreve sobre uma menina de 15 anos do Texas.”

A investigação busca nomes que podem ter contribuído para o fornecimento de drogas de Hoffman. Mas, embora haja nos diários referências à compra de entorpecentes, a polícia afirmou que as pistas que conduziram à detenção de quatro pessoas, na semana passada, foram resultado de testemunhos motivados pela visibilidade da morte ator de Magnólia (1999). Dos quatro detidos, só um deles, Robert Vineberg, enfrenta acusações de posse de heroína com intenção de ser vendida, enquanto os outros três se declaram inocentes.

Philip Seymour Hoffman tinha 46 anos e sua inesperada morte comoveu toda a classe artística. Junto do corpo, foram encontrados 50 papelotes de heroína. Hoffman ficou limpo por 23 anos. Além dos diários, a polícia encontrou vários livros de Truman Capote no apartamento, cujo filme biográfico, Capote, deu a ele o Oscar de melhor ator em 2005.

‘Boogie Nights: Prazer Sem Limites’ (1997)

No filme Boogie Nights: Prazer Sem Limites, do diretor Paul Thomas Anderson, Philip Seymour Hoffman interpreta o técnico de som gay Scotty J., que se apaixona pelo protagonista Dirk Diggler, personagem de Mark Wahlberg. 

‘Magnólia’ (1999)

Em Magnólia, do cineasta Paul Thomas Anderson, Hoffman fez o papel do enfermeiro Phil Parma, que vê a morte de seu paciente se aproximar enquanto é obrigado a lidar com suas próprias angústias. 

?Quase Famosos’ (2000)

Em Quase Famosos, Seymour Hoffman interpreta o crítico de rock Lester Bangs, que ajuda o jovem William (Patrick Fugit) a iniciar sua carreira no mundo do jornalismo de entretenimento e conquistar o sonho de trabalhar na revista Rolling Stone

‘Capote’ (2005)

Capote foi um marco na carreira de Philip Seymour Hoffman e rendeu a ele o Oscar e o Globo de Ouro de melhor ator, em 2006. No filme, ele interpreta o escritor americano Truman Capote, durante sua pesquisa para o livro A Sangue Frio

Continua após a publicidade

‘A Família Savage’ (2007)

Em A Família Savage, Hoffman interpretou Jon Savage, um professor universitário, doutor em filosofia, que se reúne com a irmã Wendy Savage (Laura Linney) para cuidar do pai doente Lenny (Philip Bosco). O papel rendeu a ele uma indicação ao Globo de Ouro de melhor ator em 2008. 

https://youtube.com/watch?v=j53YLMko3QE

‘Jogos do Poder’ (2007)

Em Jogos do Poder, o ator interpreta o irônico e excêntrico agente da CIA Gust Avrakotos, que trabalha em parceria com o congressista Charlie Wilson (Tom Hanks) durante uma resistência à ocupação soviética do Afeganistão, no início da década de 1980. Philip Seymour Hoffman foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante pelo papel. 

‘Dúvida’ (2008)

No filme, Seymour Hoffman faz o papel do padre Brendan Flynn, que é confrontado pela Irmã Aloysius Beauvier (Meryl Streep), diretora da escola católica em que trabalha, devido a relação ambígua que mantém com um estudante. O ator foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro na categoria de melhor ator coadjuvante pelo filme. 

https://youtube.com/watch?v=SdCNcN-NFXA

‘O Homem Que Mudou o Jogo’ (2011)

Em O Homem que Mudou o Jogo, Philip Seymour Hoffman interpreta Art Howe, gerente do time de baseball Oakland Athletics, que constantemente entra em confronto com o novo empresário do clube Billy Beane (Brad Pitt) por ele utilizar um programa virtual especializado em análises para contratar novos jogadores. 

‘O Mestre’ (2012)

Em O Mestre, o ator interpreta Lancaster Dodd, o desequilibrado líder da seita “A Causa”, que passa a ser seguida pelo veterano da Segunda Guerra Mundial Freddie Quells (Joaquin Phoenix).  O ator foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro na categoria de melhor ator coadjuvante pelo papel. 

‘Jogos Vorazes: Em Chamas’ (2013)

Em seu último papel no cinema, Philip Seymour Hoffman interpretou Plutarch Heavensbee, um dos idealizadores dos Jogos Vorazes no segundo filme da franquia homônima baseada na obra de Suzanne Collins. Sua participação para os dois filmes finais ficou incompleta, porém, o roteiro será adaptado para que ele seja mantido na história.

Continua após a publicidade

Publicidade