Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

De Spielberg a Tarantino, saiba quem o Oscar desprezou em 2016

Apesar de terem produzido filmes que concorrem na premiação, ambos foram deixados de lado na categoria de melhor diretor

Por Da Redação 15 jan 2016, 12h26

Todos os anos, o anúncio dos indicados ao Oscar causa algumas surpresas, para o bem ou para o mal. É comum que o público e pessoas do meio se decepcionem com a ausência de candidatos nas categorias da premiação, e esse ano não foi diferente.

Duas das ausências mais sentidas foram as de Steven Spielberg e Quentin Tarantino na categoria de melhor diretor. Além de renomados, experientes e premiados, ambos dirigiram filmes dignos de indicações ao Oscar deste ano. Spielberg, por exemplo, liderou a produção de Ponte dos Espiões, que recebeu seis nomeações, incluindo a de melhor filme. Já Tarantino é o nome por trás de Os Oito Odiados, que concorre em três categorias: atriz coadjuvante, fotografia e trilha sonora.

Outra surpresa foi o cineasta Ridley Scott, de Perdido em Marte. Ele não foi indicado a melhor diretor, embora seu longa tenha acumulado sete nomeações, incluindo a de melhor filme. A Academia de Hollywood também deixou de lado o roteirista Aaron Sorkin, que venceu o Globo de Ouro deste ano pelo filme Steve Jobs, mas não foi lembrado pelo Oscar nessa categoria.

Confira os cinco maiores desprezados pelo Oscar deste ano:

LEIA TAMBÉM:

Confira a lista de indicados ao Oscar 2016

Em Oscar morno, Brasil consegue indicação inédita

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)