Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

De Billy Joel ao Abba, veteranos da música ‘ressuscitam’ graças ao TikTok

Canções de décadas passadas caem nas graças da Geração Z, graças aos famigerados vídeos da popular rede social

Por Marcelo Canquerino Atualizado em 8 set 2021, 09h41 - Publicado em 7 set 2021, 16h43

Para além de vídeos curtos (e muitas vezes bocós), o TikTok tem efetuado uma tarefa nobre: recuperar músicos de décadas passadas e apresentá-los para os jovens da Geração Z. Uma das bandas que entrou para esta seara foi a sueca Abba, que, surfando na onda da atual popularidade, vai lançar um novo disco depois de 40 anos sem material inédito. Confira outros quatro artistas que foram desenterrados pela rede:

Fleetwood Mac – Dreams

A banda de rock anglo-americana viralizou no TikTok em 2020 com um vídeo simples, mas inusitado. O skatista Nathan Apodaca usou como trilha sonora a música Dreams no vídeo em que anda de skate enquanto bebe um suco de cranberry tranquilamente. Ele mal sabia que essa simples ação faria a canção, lançada em 1977, voltar às paradas musicais, como a Rolling Stone 100, após mais de 40 anos. O viral levou os integrantes da banda Stevie Nicks e Mick Fleetwood a repetiram o vídeo de Apodaca, também com skate e suco. Criado nos anos 60, o Fleetwood Mac permanece na ativa. 

Olivia Newton-John – Hopelessly Devoted to You

Olivia Newton-John, a eterna Sandy de Grease: Nos Tempos da Brilhantina, foi outra estrela redescoberta pelo aplicativo. No final de 2020, os jovens ficaram rendidos pela balada dançante do filme, principalmente através da faixa Hopelessly Devoted to You, cantada por Newton-John no musical. A possibilidade de uma performance emocionante com caras e bocas é um dos motivos que explica a popularidade da canção na rede de vídeos, no qual os usuários podem postar clipes em que dublam outras vozes. A atriz e cantora, que hoje tem 72 anos, foi convidada pelo também veterano Paul Anka para regravar outra música que fez sucesso no aplicativo: Put Your Head on my Shoulder, lançada em maio deste ano. 

Continua após a publicidade

Billy Joel – Zanzibar 

As famigeradas dancinhas são abundantes na rede social, e foi a partir delas que uma música do americano Billy Joel foi resgatada. No começo deste ano, uma usuária da plataforma fez um vídeo dançando Zanzibar, de 1978, que rapidamente se espalhou pelo TikTok. O sucesso foi tanto que o próprio cantor chegou a repostar alguns vídeos em seu Instagram. Além da música viral, os jovens também foram conquistados por outras canções dele, como Piano Man e Vienna. O resgate de Joel também teve uma mãozinha da estrela da Geração Z Olívia Rodrigo, que chegou a mencioná-lo na canção Deja Vú. Em novembro, o músico lançará um vinil comemorativo de 50 anos reunindo seus seis primeiros álbuns de estúdio. 

OMC – How Bizarre

Esquetes de humor curtos são comuns na rede, e um bastante popular traz ao fundo a canção de 1996 How Bizarre, da banda neozelandesa OMC. A música que dá nome ao único disco do grupo, o qual, em bom português, pode ser traduzido como “que bizarro” ou “que estranho”, embala cenas irônicas em que os jovens se fazem de desentendidos após algum acontecimento que conhecem bem. Infelizmente, os irmãos co-fundadores do grupo, Phil e Pauly Fuemana, morreram em 2005 e 2010, respectivamente, e não puderam ver o sucesso com a nova geração.

Continua após a publicidade
Publicidade