Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Datas: a arquitetura como manifesto

Lina Bo Bardi receberá postumamente o Leão de Ouro da Bienal de Arquitetura de Veneza pelo conjunto da obra

Por Da Redação Atualizado em 4 jun 2024, 13h17 - Publicado em 12 mar 2021, 06h00

Arquiteta italiana radicada no Brasil, Lina Bo Bardi foi uma das mais fascinantes e relevantes figuras da cultura brasileira do século passado. Ao morrer, em 1992, aos 77 anos, deixou como legado um trabalho extraordinário, mundialmente reputado. Na segunda-feira 8, foi anunciado que ela receberá postumamente o Leão de Ouro da Bienal de Arquitetura de Veneza pelo conjunto da obra. Casada com o crítico de arte, curador e criador do Museu de Arte de São Paulo (Masp), Pietro Maria Bardi (1900-1999), Lina chegou a São Paulo aos 32 anos, em 1946. Rapidamente demonstrou infinita capacidade de mexer com as estruturas estabelecidas — inclusive do ponto de vista da física dos materiais. Convidada a erguer a nova sede do Masp, em meados dos anos 1960, desenhou um vão livre de 70 metros e apenas quatro colunas de concreto para sustentar o edifício. Foi dela também a ideia de pôr as telas da pinacoteca encaixadas em placas de vidro. Das pranchetas brotavam construções de integração à paisagem em elegantes formas arquitetônicas, geralmente caixas de concreto e vidro. Ao definir os traços do Sesc Pompeia, em São Paulo, inaugurado em 1986, ela resumiu sua trajetória artística: “Há um gosto de vitória e encanto na condição de ser simples. Não é preciso muito para ser muito”.

Um não à violência sexual

ABUSO - O jogador, em Santos: condenado a nove anos de prisão em segunda instância -
ABUSO - O jogador, em Santos: condenado a nove anos de prisão em segunda instância – (Lenita rodrigues/Gazeta Press)

A Corte de Apelação de Milão publicou, na terça-feira 9, o texto que confirma a sentença do jogador Robinho a nove anos de prisão pelo crime de violência sexual em grupo contra uma jovem albanesa ocorrido em 22 de janeiro de 2013, na casa noturna Sio Café. Na época, o atacante brasileiro atuava pelo Milan. A decisão foi proferida no último dia 10 de dezembro, mas só foi formalizada um dia antes do vencimento do prazo legal. Agora, caberá à defesa do atleta recorrer com pedido de recurso na Corte de Cassação, equivalente à terceira instância. O prazo é de 45 dias. Robinho chegou a ser anunciado pelo Santos em outubro do ano passado, naquela que seria sua quarta passagem pelo clube. A repercussão ruim sobre o processo fez com que o Santos suspendesse a contratação.

O inventor da fita cassete

CRIADOR E CRIATURA - K7: 100 bilhões de unidades vendidas desde o lançamento, em 1963 -
CRIADOR E CRIATURA – K7: 100 bilhões de unidades vendidas desde o lançamento, em 1963 – (Jerry Lampen/EPA/EFE)

Foi um susto quando o engenheiro holandês Lou Ottens, chefe de desenvolvimento de produtos da Philips, esteve em uma reputada feira de eletrônicos na Alemanha, em agosto de 1963, levando a tiracolo uma invenção que chamou de “compact cassette”. Aquela caixinha mataria os grandalhões sistemas de bobina — assim como os CDs, e mais recentemente o streaming, matariam a fita K7, apesar de alguns espasmos saudosistas. Desde a apresentação de Ottens até hoje, foram vendidos mais de 100 bilhões de unidades de cassete. O inventor morreu aos 94 anos, em 6 de março, em Duizel, na Holanda, de causas não reveladas.

Publicado em VEJA de 17 de março de 2021, edição nº 2729

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.