Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dado Dolabella: “nunca agredi para machucar”

Ator, acusado de agredir Viviane Sarahyba, diz a VEJA que não entende as queixas de suas ex

Por Da Redação 30 ago 2010, 13h20

Dado Dolabella não se emenda. Expulso de casa pela mulher, Viviane Sarahyba, que o acusa de agredi-la frequentemente, o ator tem uma maneira no mínimo original de se defender. “Eu tenho a consciência tranqüila de que jamais, jamais agredi a Viviane ou a Luana para machucar”, disse à revista VEJA desta semana. Dado, 30 anos, se define como uma pessoa que não é “de concordar com tudo”. “Cada um tem interesses diferentes, e eu não sou de acatar tudo o que a pessoa quer que eu faça.” E diz que não entende por que suas ex acumulam tantas queixas a seu respeito.

Dado está condenado a dois anos e nove meses de prisão em regime aberto por agredir a atriz Luana Piovani, de quem estava noivo. Quando namorava a apresentadora Adriane Galisteu, quebrou a suíte presidencial de um hotel de luxo na Bahia. Com Viviane, a história se repetiu. Os dois se casaram quando ela estava grávida de João Valentim, hoje com 8 meses. Segundo ela, os problemas começaram logo depois do nascimento do bebê. Ao pedido de separação, foram anexadas cartas de duas empregadas que afirmam ter assistido às brigas e fotos do corpo de Viviane com marcas de agressões.

Na semana passada, os advogados do casal chegaram a um acordo, e o divórcio deve sair logo. Refugiado (de novo) na casa da mãe, Pepita Rodriguez, Dado está muito decepcionado, mas se diz conformado. “Infelizmente, a gente confia nas pessoas e, quando vê, não são quem a gente achava que eram. A vida é assim, feita de ilusões e desilusões”, diz o bad boy.

Publicidade