Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cresce o mercado de música digital no Brasil

Downloads legalizados no país aumentaram após lançamento do iTunes

Por Da Redação 27 fev 2013, 16h38

Após catorze anos sem crescimento, o mercado fonográfico apresentou os primeiros sinais de recuperação em 2012. A boa notícia foi dada pelo relatório anual da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) em Londres, que apontou um aumento de 0,3% na indústria da música gravada. As principais alavancas por trás do sucesso nas vendas são os serviços digitais como iTunes, Spotify e Deezer, que vendem músicas e álbuns completos através de downloads legais para usuários cadastrados.

O Brasil acompanhou esse crescimento e apareceu em uma parte especial do relatório da IFPI, que analisou o bom momento da economia nacional e o crescimento dos usuários brasileiros nas redes sociais. Juntos, esses fatores impulsionaram o mercado de música digital no país, que cresceu 8,6% em 2011. A boa fase continua em 2012, após a chegada do iTunes, em dezembro do ano anterior: só no primeiro semestre, o número de vendas digitais cresceu 11,2%.

Leia também

CD de Adele é o mais vendido de 2012, Teló é o 6º single

Adele e Michel Teló lideram vendas do iTunes no Brasil

“O crescimento mostrou que os brasileiros estão preparados para pagar por música. Nós pensamos que os consumidores estavam tão acostumados com a pirataria que eles nunca comprariam música novamente. Mas estávamos errados. Uma nova geração de consumidores surgiu e pode agora ter suas primeiras experiências musicais em um ambiente legalizado”, declarou o presidente da Som Livre, Marcelo Soares, no relatório da IFPI.

Continua após a publicidade
Publicidade