Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Como a vilã de ‘Game of Thrones’ ‘dedurou’ invasor do Capitólio

Promotores usaram citação de Cersei Lannister postada por Jeremiah Caplinger para demonstrar intenção criminosa no incidente de 6 de janeiro

Por Amanda Capuano Atualizado em 27 jan 2022, 13h34 - Publicado em 27 jan 2022, 11h47

Em novembro de 2021, o americano Jeremiah Caplinger se declarou culpado pelos delitos de pisar, escalar, remover ou ferir propriedades no terreno do Capitólio dos Estados Unidos durante a invasão de 6 de janeiro por apoiadores do então presidente Donald Trump. Agora, dias antes da sentença definitiva, a Variety divulgou documentos judicias recém-arquivados que mostram que os promotores do caso usaram uma citação de Game of Thrones para argumentar que Caplinger agiu com intenção criminosa – a pérfida personagem Cersei Lennister, quem diria, acabou dedurando o invasor.

Isso porque, dois dias depois do evento, Caplinger compartilhou nas redes sociais a imagem de um soldado da Revolução Americana acompanhada da legenda “Como dito por Lannister, ‘eu escolho a violência.’” O diálogo foi proferido pela vilã de Lena Headey na sexta temporada, durante o episódio intitulado No One. Nas notas de rodapé, os promotores explicam que Cersei é uma personagem fictícia de Game of Thrones que, quando confrontada por um grupo de políticos fanáticos religiosos que ameaçam que haverá violência caso ela não ceda às demandas deles, responde com a frase usada por Caplinger.

“Ao afirmar: ‘Eu escolho a violência’, Cersei Lannister abraçou – e depois executou – assassinatos em massa para alcançar seus objetivos políticos. A adoção dessa citação por Caplinger, no contexto de ter compartilhado a frase dois dias depois de 6 de janeiro, é alarmante e fornece informações sobre seu estado mental e intenção de invadir o Capitólio”, dizem os promotores.

O documento ainda aponta que Cersei usou “uma arma de destruição em massa para explodir um dos maiores e mais importantes edifícios da capital” que continha “políticos e líderes religiosos”– uma descrição curiosamente alinhada ao Capitólio americano. A vida real não é uma série de fantasia, mas pode, sim, ser pautada por ela.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês