Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Com rocha lunar e itens originais, exposição celebra a ida do homem à Lua

Mostra em São Paulo apresenta mais de 300 itens que recontam a histórica conquista da Lua há 52 anos

Por Felipe Branco Cruz Atualizado em 23 ago 2021, 11h18 - Publicado em 23 ago 2021, 11h09

No dia 20 de julho de 1969, Neil Armstrong e Buzz Aldrin entraram para a história como os primeiros homens a pisarem na Lua. Nos anos seguintes, outros dez astronautas entrariam para esse seletíssimo grupo, até 1972, quando o programa Apollo foi extinto e ninguém voltou fisicamente ao nosso satélite natural. Mesmo assim, nos últimos anos, o espaço continuou despertando o interesse das pessoas comuns, com lançamentos de foguetes privados pela SpaceX, o turismo espacial da Blue Origin e Virgin Galactic, os projetos de ida a Marte e o retorno à Lua, desta vez com uma astronauta mulher, além da ascensão da China como potência espacial.

Um detalhe, no entanto, não mudou. Mais de 50 anos depois, o projeto Apollo continua povoando o imaginário popular sem perder o posto de uma das maiores conquistas da humanidade. Nesta quinta-feira, 26, o astronauta Charles Duke, um dos três últimos homens ainda vivos a pisar na Lua, estará no Brasil para inaugurar a exposição Space Adventure, no estacionamento do Shopping Eldorado, em São Paulo. Anteriormente programada para ser lançada no país em 2020, a exposição teve de ser adiada devido à pandemia, mas agora desembarca na capital paulista ainda mais completa.

  • Ao todo, o lugar reunirá mais de 300 itens originais da Nasa, como os trajes lunares, relógios usados pelos astronautas, mesas de controle e objetos de higiene pessoal usados no espaço. O galpão, com 2.500 metros quadrados, é grande o suficiente para abrigar impressionantes réplicas em tamanho real das cápsulas Apollo e dos veículos lunares, deixado na Lua após as missões. Outra réplica que não passará despercebida é a do gigantesco foguete Saturno V, que levou o homem à Lua, reproduzido em escala de 1/10, ou seja, grande o suficiente para mostrar todos os detalhes de seu funcionamento. Haverá até uma amostra de uma rocha lunar.

    Charles Duke, que conversou com VEJA recentemente, é um veterano das missões espaciais. Ele trabalhou no projeto Apollo 11 como Capcom, ou seja, o responsável por conversar com Armstrong e Aldrin na Lua. “A exploração espacial é a maior aventura humana”, afirmou. Anos depois, chegou a ser cotado ir integrar a malfadada missão da Apollo 13, mas foi afastado porque contraiu sarampo.

    Finalmente, em 1972, aos 36 anos, ele embarcou na Apollo 16, a penúltima missão para a Lua, quando se tornou o mais jovem astronauta a pisar no satélite (posto que mantém até hoje). “Estou com 86 anos e ainda sou o astronauta mais novo a pisar na Lua. Quero perder esse posto. Quero que jovens astronautas também visitem a Lua”, disse. “O Brasil já tem seu astronauta, o Marcos Pontes. Ele não participou das missões Apollo, mas pode ajudar a inspirar novas gerações no Brasil”, completou.

    Exposição Space Adventure
    Endereço: Estacionamento do shopping Eldorado, Av. Rebouças, 3970. São Paulo.
    De 26/08 a 26/10/2021
    Ingressos: 35 reais (meia-entrada) e 70 reais (inteira).

    Continua após a publicidade
    Publicidade