Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

CNN demite comentarista pró-Trump por utilizar lema nazista

Em discussão no Twitter, Jeffrey Lord usou a expressão 'Sieg Heil' contra líder de grupo da oposição

Por Da redação Atualizado em 11 ago 2017, 17h44 - Publicado em 11 ago 2017, 17h24

A emissora americana CNN demitiu na última quinta-feira o comentarista Jeffrey Lord, firme defensor do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, por utilizar a saudação nazista Sieg Heil (“Salve a vitória”, em alemão) durante uma discussão no Twitter. “As saudações nazistas são indefensáveis. Jeffrey Lord já não trabalha para a emissora”, disse em comunicado um porta-voz do canal.

  • O comentarista, por sua vez, alegou que sua mensagem foi mal interpretada e que, na realidade, estava zombando da pessoa com quem discutia — o presidente do grupo de controle progressista Media Matters, Angelo Carusone. Lord o acusou de usar métodos “fascistas” para boicotar o programa de Sean Hannity, da Fox News, seguido da saudação nazista Sieg Heil. De imediato, o comentário provocou forte reação na rede social.

    Lord, de 66 anos e ex-assessor do ex-presidente Ronald Reagan, começou a trabalhar como comentarista sobre Trump na CNN em 2015, pouco depois do magnata lançar sua candidatura à Casa Branca. Trump, de fato, costuma louvá-lo em público por seu papel na emissora que acaba de demiti-lo.

    (Com agência EFE)

    Continua após a publicidade
    Publicidade