Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Charlie Sheen negocia indenização milionária por demissão

Produtora pagaria até 25 milhões de dólares para encerrar processo, diz jornal

Por Da Redação 21 set 2011, 03h48

O ator Charlie Sheen e a empresa Warner Bros. finalizam um acordo milionário para encerrar a disputa em relação à demissão do protagonista do popular seriado Two and a Half Men, informou nesta terça-feira o jornal Los Angeles Times.

Fontes dessa publicação garantem que a Warner teria aceitado indenizar Sheen com 25 milhões de dólares para evitar que o caso fosse a julgamento, depois que o ator denunciou a empresa por considerar que o tiraram do programa de maneira improcedente.

Sheen solicitou perante os tribunais que a Warner o pagasse US$ 100 milhões por demiti-lo, apesar de o juiz ter solicitado a ambas partes que se submetessem a um processo de arbítrio para tentar resolver suas diferenças sem necessidade de julgamento.

O ator foi despedido no último mês março após uma série de casos de excessos de drogas e álcool que causaram o cancelamento das gravações dos últimos capítulos da oitava temporada da série.

Leia também:

Leia também: Charlie Sheen dá dicas a Ashton Kutcher, seu substituto no seriado

nona temporada de Two and a Half Men começou a ser exibida na segunda-feira

(com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade