Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Charlie Sheen ataca de novo: depois de farra em Las Vegas, ator perde gravação de seriado

Astro da série Two and a Half Men, em que interpreta uma versão light de si mesmo, passou o fim de semana com três estrelas pornôs

Por Da Redação 11 jan 2011, 14h48

Há uma piada que circula entre os americanos segundo a qual Charlie Harper, o personagem de Charlie Sheen na série Two and a Half Men, é uma versão light do ator. Ou, como dizem os americanos, uma versão P.G., sigla para Parents Guide, algo como Pais Guiam, indicação dada aos programas que podem ser assistidos por crianças e adolescentes, desde que na companhia dos pais. A nova aventura do astro de Two and a Half Men comprova a tese. Sheen partiu para farra em Las Vegas, onde passou o fim de semana com três estrelas pornôs e de onde, pelo visto, não tem data para partir. Em plena terça-feira, o set do seriado esperava por ele, que não apareceu nem ligou para avisar que faltaria às gravações.

“Estão todos preocupados com Charlie”, diz matéria do americano TMZ. De acordo com o site de fofocas, pessoas próximas ao ator tentaram convencê-lo a se internar em uma clínica de reabilitação – Sheen tem um histórico envolvimento com álcool e drogas. Mas, a la Amy Winehouse, ele teria dito “No, no, no”.

Em outra nota do site, o ator aparece com a barba por fazer e, de acordo com o TMZ, calibrado de vodca. Foi num bar em Las Vegas que ele fez o desabafo revelador de que conhecidos seus, com apoio da Warner Bros, produtora de Two and a Half Men, querem levá-lo à rehab. Sheen, no entanto, crê que não precisa ser internado, porque não se vê com nenhum problema químico. Aparentemente, é o único que pensa assim.

Atualização, às 18h27: Charlie Sheen acabou tomando um avião em Las Vegas e desembarcando em Los Angeles a tempo de gravar cenas da série que protagoniza. Apesar do atraso, gravou normalmente. Bebedeira e ressaca, afinal de contas, também são parte da rotina de seu personagem.

Leia também:

Atriz pornô processa Charlie Sheen por agressão

Continua após a publicidade

Publicidade