Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Carnaval: Sambódromo de SP recebe de Nossa Senhora a Elba Ramalho

Escolas de samba paulistanas entram na avenida nesta sexta; confira horários e enredos

Por Da redação 24 fev 2017, 12h13

O Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, recebe nesta sexta-feira sete escolas de samba do Grupo Especial. Os enredos da noite vão homenagear desde a MPB e os artistas de rua, até animais de estimação e Nossa Senhora Aparecida. Os portões serão abertos às 19h.

A primeira a pisar na passarela do samba é a Tom Maior, às 23h15, que prestará um tributo à cantora Elba Ramalho e, de quebra, ao povo nordestino e aos sertanejos. No ano anterior, a escola também celebrou um cantor da MPB, no caso, Milton Nascimento, que ajudou o grupo a subir para o segundo lugar do Grupo de Acesso em 2016. O samba-enredo foi batizado como “Elba Ramalho canta em oração o folclore do Nordeste. Toque sanfoneiro forró, frevo e xaxado”. Elba deve participar do desfile.

A Mocidade Alegre entra na avenida 00h20 para comemorar seus 50 anos. O Jubileu de Ouro fez com que a tradicional escola, vencedora de 10 títulos, elegesse a própria comunidade como tema de enredo, nomeado como: “A vitória vem da luta. A luta vem da força. E a força… da união”.

Em seguida, Unidos de Vila Maria começa sua apresentação à 1h25. Sob a aprovação da Arquidiocese de São Paulo — que solicitou roupas mais comportadas para as musas da escola—, a agremiação vai narrar a história dos 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora Aparecida. O samba-enredo completo será “Aparecida – A rainha do Brasil. 300 anos de amor de fé no coração do povo brasileiro”. O cantor Daniel está confirmado no desfile.

A Acadêmicos do Tatuapé entra 2h30 com um tributo ao continente africano, focado apenas nas alegrias e na cultura local. No ano passado, o grupo passou perto do que seria seu primeiro título. Por isso, promete uma produção mais elaborada e deslumbrante para 2017.  O samba-enredo foi batizado como: “Mãe-África conta sua história: Do berço sagrado da humanidade à abençoada terra do grande Zimbabwe”.

Às 3h35, a Gaviões da Fiel desfila para homenagear os migrantes que se mudaram para São Paulo em busca de novas oportunidades. O samba-enredo será: “Com as mãos e a garra de um povo sonhador, surge o contraste de uma nova metrópole Sampa, lugar de sonhos, oportunidades e esperança”.

Acadêmicos do Tucuruvi é a próxima a pisar no Sambódromo, às 4h40. Os artistas de rua serão celebrados pela escola, que vai representar desde malabaristas de semáforo até os conhecidos músicos de calçada. O samba-enredo: “Eu sou a arte: meu palco é a rua”.

Finaliza a primeira noite de apresentações, às 5h45, a Águia de Ouro. Os carnavalescos vão exaltar os animais de estimação, com cachorros celebridades do cinema e dos desenhos animados. Luísa Mell e outros ativistas da causa de defesa dos animais estão confirmados no desfile que contará com o samba-enredo: “Amor com amor se paga. Uma história animal”.

Continua após a publicidade

Publicidade