Clique e assine a partir de 8,90/mês

Brad Pitt é condenado a indenização milionária na França

Dona de empresa de luminárias francesa acusa ator de dar calote e se apropriar das criações que fez para propriedade de Pitt em Côte d'Azur

Por Da redação - 18 ago 2017, 10h52

A justiça francesa condenou a empresa Château Miraval, que administra a propriedade de Brad Pitt e Angelina Jolie no sul da França, a pagar 565.000 euros (cerca de 2 milhões de reais) a Odile Soudant, uma artista local que trabalhou na reforma do imóvel. Ao jornal francês Libération, Odile disse ter instalado luminárias na imensa propriedade adquirida pelo casal no sul do país, em 2008. Ela diz que, por ter deixado de receber o valor de Pitt e Angelina, atualmente separados, está à beira da falência.

Em decisão tomada em 19 de abril, mas só agora revelada, o Tribunal de Apelações de Paris se pronunciou a favor de Odile, determinando que a Château Miraval pague pouco mais de 8.000 euros à artista para saldar seus honorários e 60.000 euros por danos à imagem e à reputação.

Segundo o jornal, o caso poderá continuar por conta dos direitos autorais. A artista acusa Brad Pitt de se apoderar da autoria das instalações concebidas por ela para o imóvel do casal em Côte d’Azur.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade