Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bob Dylan faz show na Suécia e continua esnobando o Nobel

Cantor fará shows no país, mas ainda não contatou Academia Sueca para receber a homenagem recebida em 2016

Por Da redação Atualizado em 28 mar 2017, 10h04 - Publicado em 28 mar 2017, 09h48

Depois de dar o cano na cerimônia de entrega do seu Nobel de Literatura, realizada em Estocolmo em dezembro, alegando “outros compromissos“, o cantor americano Bob Dylan continua esnobando a homenagem. Dylan tem três shows agendados a partir desta semana na Suécia, o que seria uma oportunidade para receber a condecoração. No entanto, a Academia Sueca até agora não foi contatada pelo músico.

No ano passado, quando o autor de Blowin’ in the Wind se recusou a viajar a Estocolmo, a instituição descartou promover um ato alternativo à tradicional conferência do ganhador da homenagem, mas mostrou a esperança de que o cantor pudesse recolher o prêmio quando atuasse na Suécia.

Os vencedores do Nobel ganham uma medalha de ouro, um diploma e um cheque de 8 milhões de coroas suecas (cerca de 2,8 milhões de reais). A condição para receber a láurea é fazer um discurso no prazo de seis meses (até 10 de junho), não necessariamente na Suécia. Até agora, no entanto, Dylan não se pronunciou sobre o assunto.


  • “Sem palavras”
    Após tentar ligar para Dylan sem sucesso durante vários dias, a Academia Sueca desistiu, enquanto um de seus membros, o escritor Per Wästberg, o chamou de “arrogante“. Dylan aceitou finalmente o Nobel e agradeceu um prêmio que o teria deixado “sem palavras”.

    Ao anunciar o prêmio, em outubro, a Academia Sueca destacou a contribuição de Dylan, um músico que mesclou influências do folk à intensidade da poesia beatnik no início da carreira, para a tradição do cancioneiro americano, na qual “criou novas expressões poéticas”. Ele é o segundo músico na história a vencer o prêmio — e o primeiro em 103 anos.

    (Com EFE)

    Continua após a publicidade
    Publicidade