Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘BBB14’: na presença das mães, BBBs ficam (mais) infantis

Separados por um muro, filhos contam aos gritos tudo o que acontece na casa - desde o que comeram no café da manhã até quem não ajudou a lavar a louça

Por Andrea Rangel, do Rio de Janeiro 11 mar 2014, 18h52

Desde que o ‘puxadinho’ das mães e tias foi instalado no quintal do BBB14, a casa se transformou em pura gritaria. Não há outra forma de se comunicar com os filhos, afinal, um muro alto impede que se tenha qualquer visão do outro lado. Mas se pelo menos os assuntos tratados valessem a pena… Depois do básico a saber – como vai a família e se elas estão orgulhosas deles ali dentro – ficou difícil sustentar um diálogo decente. Dos assuntos mais ridículos a intrigas sobre os desafetos, os brothers parecem ter regredido (ainda mais) na idade mental.

‘BBB14’: piada sobre a boate Kiss aumenta rejeição a Aline

Como aquelas conversas sobre o tempo, geralmente usadas para quebrar o gelo, o cardápio do café da manhã e do almoço é um dos temas mais comuns – e chatos – entre os dois lados. Isso quando eles encontram sobre o que conversar. Na manhã desta terça-feira, Vanessa até que tentou, mas não conseguiu avançar no diálogo com a mãe: “O que você estava fazendo?”, quis saber a sister. “A gente estava almoçando”, respondeu Isabel. “Eu ia te perguntar alguma coisa, mas esqueci”, emendou Vanessa, que ficou num silêncio constrangedor.

Cássio e a mãe são os que mais conseguem se comunicar. Até porque ela passou a ser vista como a saída para convencer o gaúcho a fazer algo além de comer e dormir. “A casa grande está cheia de louça e o Cássio não quer lavar”, berrou Tatiele. Susi, que já deve ter cansado de ouvir reclamações do tipo antes de entrar na casa, tratou de puxar a orelha do filho: “Vai lavar a louça, Cássio. Mostra que tu sabe”. Clara também buscou o apoio da ‘tia’, mas foi para reclamar que o brother a chamou de velha. E a mãe de Cássio, mais uma vez, tentou amenizar a situação.

Aline também aproveitou para dedurar os outros – mais precisamente Marcelo, seu rival no paredão desta noite. Na segunda-feira, chamou a mãe para conversar e, ao perceber que todas estavam no quintal, soltou o verbo. “As meninas do meu grupo estão lavando a louça que o Marcelo ficou de lavar e não lavou”, contou, enrolando o microfone nos dedos e balançando a cabeça de um lado para o outro como uma menina dedurando o coleguinha. Nesse contexto, parece faltar apenas a cena clássica da criança no banheiro, gritando: “Mãe, vem me limpar”.

Leia também:

Aline e Dona Ledi: tal mãe, tal filha no BBB14

O ‘BBB14’ e a cultura das periguetes

Continua após a publicidade

Publicidade