Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

‘BBB 13’: Dhomini desce ao inferno

Participante que já venceu o BBB 3 e deu largada como favorito coleciona inimigos e se complica com declarações de que teria torturado um cachorro

Por Emylinn Lobo, do Rio de Janeiro 19 jan 2013, 10h04

A maré virou para Dhomini. Vencedor do BBB 3, ele chegou a ser apontado como favorito para levar mais uma vez a bolada do programa, ressuscitado por Boninho para a 13ª edição. De fato, o goiano chegou ao reality show com a popularidade em alta e construindo uma boa teia de relações com os convivas. Mas os microfones do Big Brother são cruéis. E não é fácil sobreviver aos três meses de confinamento sem escorregar, falar mais que o necessário ou, como fez o ‘brother’ na manhã de sexta-feira, lançar para o Brasil algo grave demais para ficar restrito aos círculos do Projac. Dhomini afirmou ter arrancado os dentes de um cachorro com um machado, o que pode acarretar uma investigação por incitação à violência contra os animais, ou ainda por maus tratos. Os dois crimes não têm pena de cadeia – mas as chances de vitória de Dhomini na prisão do Big Brother despencaram.

VOTE: Quem deve ser eliminado no ‘BBB 13’, Dhomini ou Anamara?

Os ouvintes da casa não reagiram. Fora do Projac, a coisa foi diferente. O caso esteve nos Trending Topics do Twittter e causou mobilização intensa e indignação na internet. O caso chegou à polícia. A Promotora de Justiça Christiane Monnerat, que atua na área de proteção e defesa dos animais no Rio, pede que o Ministério Público de Goiás investigue o episódio relatado pelo participante do programa. “As pessoas estão indignadas. E ele disse isso sorrindo, como se fosse normal essa atitude. Isso é crime de maus tratos e ele tem que responder por isso”, afirmou Christiane. A Polícia Civil de Goiás vai abrir inquérito para apurar o que ocorreu de fato, e se Dhomini incitou a violência contra os animais, ainda que a história seja fantasiosa.

LEIA TAMBÉM:

BBB de novo fora da lei: Dhomini diz ter torturado um cachorro

Polícia abre inquérito para investigar Dhomini por maus tratos contra animais

Preocupada com a imagem do pai de seus filhos, e com as consequências que isso poderia trazer para seu marido, Adriana Manata declarou que a história de agressão não é verídica. “É mentira isso, é conversa fiada, ele gosta de fazer piada. Ele tinha que desmentir depois, mas ele deixa. Ele gosta de ver o circo pegar fogo”, diz ela.

Continua após a publicidade

Essa pode ser a segunda vez seguida que o reality show de Boninho tem problemas com a lei. No BBB passado, uma suspeita de abuso sexual pôs a polícia dentro do Projac – e mostrou ao big boss Boninho que as regras do BBB não se sobrepõem às regras da sociedade.

Meditação – Praticante de meditação e adepto de hábitos saudáveis, Dhomini parecia pressentir que daria com a língua nos dentes. “Tá certo que eu erro com as minhas palavras impensadas, essa minha língua frenética”, disse Dhomini em conversa com Fernanda, quase prevendo que teria problemas sérios.

Após a briga com Eliéser, iniciada com uma pergunta do apresentador Bial durante o programa de segunda, o goiano mudou o tom. Menos brincalhão e com fisionomia de quem está concentrado, Dhomini agora restringe suas conversas a um grupo fechado, na maioria de mulheres: Andressa, Natália, Marien, Anamara, Fernanda e André. Com quatro do grupo restante ele tem motivos para evitar aproximações, e parece que Dhomini, que não é bobo, já percebeu.

Na noite desta quinta-feira, antes da prova do líder, Dhomini não se juntou aos outros brothers na sala e só foi para o sofá pouco antes de Bial iniciar a conversa com a casa. Após a prova, o goiano continuava cabisbaixo, ficou sentado na cozinha, até que Fernanda foi conversar com ele. “Vai ter uma ‘puxação’ de saco agora do Ivan, coitado”, disse para a loira.

Dhomini está dando sinais de que o jogo está comprometendo a sua alegria desde o início da semana, quando aconteceu a discussão com Eliéser. Durante a Festa Retrô da noite desta quarta-feira, ele desabafou com Andressa: “Está muito difícil, mas eu vou tocando, porque jogar a toalha eu não vou não”, disse, referindo-se à desistência de Kléber Bambam, outro veterano vencedor do BBB.

O brother acredita que Aslan não gosta dele e, como prova, citou um momento do show do Barão Vermelho. “No primeiro refrão ele falou ‘é o filho do Satanás’ e olhou pra mim”, disse Dhomini. “Desnecessário, né?!” Já na noite de quinta-feira, o vencedor do BBB 3 chamou o casal Fernanda e André para conversar na biblioteca, seu canto preferido da casa.

Como um irmão mais velho da loira, ou um terapeuta de casal, Dhomini deu conselhos aos novatos: “Aproveita essa oportunidade que vai acabar rapidinho e você vai sentir saudades. Até os maus exemplos eu aproveito.”

Enquanto isso, no quarto do líder Ivan e Nasser eram enfáticos em relação ao goiano: “Abre o seu olho com o Dhomini porque ele é uma raposa velha”, dizia Ivan para Andressa. Marien também estava na conversa e defendeu o brother, assim como a esteticista. “Eu converso muito com ele sobre coisas da vida, e não do jogo. Ele me ajuda muito, mas não sei…”, afirmou Andressa.

Nasser compartilhava a mesma opinião de Ivan e ainda foi mais duro em relação ao goiano: “Eu estou vendo que eu me estressar com o Dhomini. Daqui a umas cinco semanas eu vou me pegar com ele. Ele tem uma coisa comigo e eu sei que é só comigo. Eu quero que ele tenha medo mesmo. Até tentei uma aproximação, mas nem faço questão porque sei que ele vai puxar o tapete depois”, disse para os outros brothers.

Continua após a publicidade
Publicidade